segunda-feira, 18 de outubro de 2010

VIROSES

imagem:doctorvitor.blogspot.com     

Tem uns surtos de vez em quando que não chegam a se transformar em epidemias mas levam muita gente aos hospitais. Alguns vírus ou bactérias desgarradas do controle da saúde pública que afetam muita gente. Vão todos correndo para os atendimentos de emergência e na emergência de atender a todos ou por falta de maiores cuidados com uma pesquisa mais apurada, alguns médicos costumam diagnosticar virose. Um diagnóstico tão cheio na resposta e vazio de significados que a gente até assurta. Assurtar é assustar e surtar ao mesmo tempo.

O que é uma virose? Nada demais. Algum grupo de vírus subversivos que resolvem sair de sua redoma ali das bandas da sala de anticorpos, seu  lugar determinado e dar uma volta pelo corpo da pessoa, causando-lhe desconfortos de toda espécie, a ponto de minar as resistências. Vão e voltam depois para o seu devido lugar sem precisar medicação nem nada. Basta repouso. Vai ver que é esse o motivo da rebelião interna. Reivindicam que aquele corpo que os pertence se aquiete. Uma forma de fazer reféns crianças agitadas e gente que trabalha muito ou abusa do esforço físico ou mental. Isso tudo que eu disse é levando-se em conta o diagnóstico que foi dado.

Nesse meio aparecem pessoas com os mesmos sintomas, porém com problemas muito diferentes, muitas vezes sérios que acabam sendo enquadrados na tal da virose. Daí a pouco se vê uma reportagem na imprensa de algum parente lamentando a morte. E na mesma matéria, ouvindo o outro lado da tragédia, a velha desculpa de que “todos os procedimentos necessários foram feitos.” “Talvez o problema tenha se agravado depois que a pessoa deixou o hospital ou posto de saúde.” Então a gente chega a conclusão que o problema estava lá no posto de saúde ou clínica ou hospital que não diagnosticou corretamente. Tarde demais ou umas vidas de menos.

E não é que com a tecnologia moderna tem muita coisa mal explicada também? Virose então, nem se fala! Pela segunda vez me ocorreu de meus textos no word apagarem sozinhos e o diagnóstico é virose. Por módicos 80,00 a gente manda formatar o computador, apaga-se tudo o que  está nele (salvando-se o essencial antes) e depois reinstalando-se tudo de novo. Mas e quando se faz isso e o problema volta sem que você tenha acessado qualquer coisa que possa conter um vírus? Aí, a gente mesmo diagnostica o que o fabricante e quase ninguém das assistências técnicas admite: defeito no programa da Microsoft. Igualzinho lá no hospital. Esses são os casos onde o cliente nunca tem razão por ignorância nos assuntos. O cliente é que não sabe mexer, o paciente é não sabe se cuidar. Como ficou muito fácil diagnosticar vírus, vamos gastando de vez quando 80 reais e começando novamente. Ainda bem que esses vírus pelo menos não matam (ainda).

19 comentários:

Neca disse...

Vixi,
Tô podre de gripe e levando na base do chá de limão, mel, gengibre e hortelã. Quer apostar quanto que chegaria na Unimed e eles diagnosticariam uma virose?!
Melhor ficar de molho em casa e economizar 15 reallll!
Beijin

M. Sueli Gallacci disse...

Cacá, papo sério esse, hem... morro de medo de vírus! Nesse corpito aqui e no meu PC também rsrs

Já pensou? Em qualquer dos dois lugares eu tô na roça, fico impedida exercer meu ganha pão.

Com essa bronquite alérgica que eu tenho tudo complica, e vírus no Pc é cruel, passei por isso no ano passado quase perdi todos meus arquivos e imagens, vários desapareceram... E mesmo assim, ainda não aprendi a lição, não ando fazendo beckup rsrs

Valeu ter me lembrado!

Um bjo gde.

Marli Borges disse...

Cacá,
Depois que levei uma bomba com esses tais de virus de computador, e quase perdi meus arquivos, dei um basta!!!

Tratei de me cuidar. Comprei um megawinchester externo e tenho tudinho guardado ali. Noutro ambiente.

Quando o virus da gripe me pega, bom, aí, caminha!!! Não tem jeito. Virus é complicado mesmo. E às vezes eles danificam os órgãos internos e sobram sequelas. Toc, toc,toc - na madeira!!!

Já fizeste cópia do teu blog noutro ambiente?

Bjssssssss

Zélia Guardiano disse...

Xô, virose!
Seja do corpo, seja do computador, estou avisando: xô!
Mas, brincadeira à parte, meu querido Cacá, gostei muito deste post!
A gente raramente reflete sobre questões assim, e é por isso que eu admiro, cada vez mais, este seu formidável espaço.
Seja qual for o tema escolhido, você consegue , sempre, discorrer com leveza, e isso faz muita diferença.
Parabéns, meu amigo!
Abraço apertado.

Chica disse...

Essas viroses humanas, nem gosto de falar, pois se ouvimos falar que há UMA no BRASIL,ela está aqui em casa, com o NENO,rsrsr Coitadinho!!! me benzo!!!

E os computadores também andam ficando muito e cada vez mais vulneráveis.E assim, vamos levando!abração,chica

Toninhobira disse...

Hoje quando nao se sabe já se tornou lugar comum,taxar de virose estes males que a vida moderna nos impoe.Andar de onibus é perigoso, aglomerações é fatal, cuidado menino, lave as mãos sempre.quer dizer estamos bombardeados por todos os lados.Pena que nós não temos como fazer backup de nosso corpo,apenas rezas e benzeções,rsrs.Mas este negocio de vulnerabilidade do PC é a dor de cabeça,pois alem dos virus temos as panes.Melhor é sempre fazer backup sistematico,mas nao podemos pensar na isenção do HD externo,pois o pobre coitado nao tem proteção para tal.Então o jeito é um galho de arruda e espada de São Jorge mesmo.Boa cronica amigo com exploração inteligente do assunto.Meu abraço de paz.

Sheila disse...

Oi,Cacá fala sério esta história da saúde´pública é séria,quanta gente fica doente,e o diagnóstico é sempre o mesmo, a danada da virose,será que é porque é um nome facil de se gravar?Virou,desvirou é virose.NInguém merece.Quanto as máquinas,ainda bem que não adoecem,prá tudo tem conserto.Beijos.

pensandoemfamilia disse...

É assustador ficarmos num diagnóstico tão vazio e o pior não temos como nos proteger. Anti virus se funcionasse, pelo menos PC seria resguardado, enfim e como disse vamos gastando o dim dim.
abços.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Cacá vim te conhecer. Ou será que já conhecia? Sei lá, ando tão estranha...algum vírus na cabeça: vírus de escritora à procura de um editor, conhece esse tipo? Não pega, não é contagioso, mas custa a passar o danado...uia! Gostei tanto do que escreveu lá na Norma que vim aqui te conhecer e sendo tb escritor já foi contaminado pelo mesmo vírus que eu e já sabe como é...escritor quando está escrevendo livro, fica assim, birutinha. Eita que se der um vírus no meu PC eu enlouqueço de vez! Já basta o meu. hehe beijos amigão, vou te seguir.

Geyme disse...

Oi Cacázinho!!! Como sempre, atual nessas questoes que nos intrigam...
Desde a época que trabalhava no hospital, tive a certeza de que "virose" é toda doenca passageira que o médico nao consegue diagnosticar com precisão, nunca gostei desse termo, já que engloba várias "ites" e "oses" sem o devido esclarecimento.....
Pior que as viroses, só os novos "cavalos de Troya"!!!!!
Bom comecinho de semana, amigo!!!!!! Aquele beijo!!

Beth/Lilás disse...

Oi, Cacá
Então você é o Cacá, mas já o tenho visto, encontrado você por aí na Net, nos blogs amigos, e só agora descobri seu blog porque me encantei com o que escreveu lá no blog da Norma.
Sua infância foi linda e recheada de boas recordações como a minha,Parabéns!
Quanto aos problemas virais, tanto no corpo da gente quanto no PC realmente qualquer um de nós fica medroso hoje em dia.
O pior é que eu soube que o Blogger andou deletando um monte de textos escritos há mais tempo de umuita gente, inclusive eu. Tô danada da vida com este Blogger.
Tudo de bom, voltarei sempre agora.
bjs cariocas

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Vim conhecer seu blog pela indicação da querida Norma.
Pois é, como cansa esse negócio de virus?
Então só uso agora textos via Google Docs e na medida do possível uso Linux (versão mint) que é mais segura.
Eu queria ter a inteligência que tem esses hackers. Em vez de perder meu tempo criando virus, eu ia faturar, ué
abraços

Celina disse...

Oi cacá tudo de bom para vc obrigada pela visita e comentário. Esta de virus é de matar, embora não tenha de que reclamar, é muito deficil eu apanhar qualquer virose, ainda bem. Um abraço para vc. Celina

lis disse...

Oi Cacá
de volta aqui naquelas passadinhas costumeiras encontro um assunto de doutor rs
eles quando nao sabem( e quase sempre) o diagnóstico é mesmo mais fácil apelidar de virose.
Em computadores é menos perigoso Cacá, se perdermos há só a chateaçao de refazer.
Acho os ccomputadores em alguns momentos bem gentis, rsrs hoje me avisaram que amanha dia 20 vao parar por duas horas em revisões e nao poderemos postar ( a partir das 5hs) previna-se rsrs
Tenho medo de viroses Cacá dessas brabas , no nosso corpo , isso sim me dá medo. De resto tiro de letra rs
abraços

Isadora disse...

Meu amigo, coisas inexplicáveis acontecem no reino da Dinamarca, ou melhor, no seu reino. Infelizmente o corrido, mas felizmente a solução.
Adorei a dua participação narrando sua infância.
Um beijo

Jaime Guimarães disse...

- Me explique, o que é uma virose?

- Virose, basicamente, é o seguinte: quando o médico não sabe o que é aquele mal estar, febre e fraqueza no corpo, ele chama de virose.

- O que me espanta é que qualquer coisinha é uma virose!

- Viu? Aprendeu rápido!

=D

As viroses do computador são bem mais comuns no sistema operassionau do Ruindows. Eu nem posso dizer muita coisa, afinal uso esse trem e vez em quando o bicho pega uns vírus, mas nada muito sério.

- Não, não estou podendo usar o computador, está com vírus!

- Vixe, dotô, é contagioso esse vírus?

Abs, Cacá!

LILIANE disse...

Cacá,
Muito bom este texto
me faz pensar na questão da responsabilidade que os profissionais deveriam ter em seus trabalhos.
Especialmente os médicos que trabalham com a população mais carente.
Achei interessante quando disse que o repouso é importante .
Nestes tempos estou mesmo precisando dar um tempinho para "minha máquina".
Agradeço sua atenção lá no meu blog viu??
um abraço carinhoso Cacá

Tati Pastorello disse...

hahaha Este texto está perfeito para alguém, como eu, que trabalha em Saúde Pública. E que também sou usuária de serviços, claro! Adorei a maneira como destrinchou esta questão. Sua maneira de escrever é sempre ótima. Sou sua fã!
E por ser fã, deixei um presente para você no meu blog. Aceite se quiser, entenda apenas como um carinho e uma lembrança! Mas se decidir responder tenho certeza que será ótimo!!! hehehe
Beijos.

Adriano Bello disse...

hehehe, boa comparação, gostei do texto!!! Abração. --Adriano.

Web Statistics