quarta-feira, 7 de julho de 2010

OH, MINAS GERAIS, QUEM TE CONHECE...

As cidades históricas de Minas vão arranjando um jeito de agregar ao patrimônio arquitetônico barroco outros atrativos para os turistas virem visitar e voltar mais vezes. Se não voltarem, pelo menos indicar para outras pessoas. É assim que Tiradentes criou o seu festival de cinema e gastronomia. Renome mundial já. Sabará tem o seu festival de ora pro nobis que é uma delícia e bastante conhecido. Congonhas com seus doze profetas de Aleijadinho, um santuário que quase dispensa mais atrativos, também corre atrás de outras iscas turísticas. Ouro Preto é hours concours. Já está na agenda do mundo faz tempo. Nem precisava mais tanto evento e mesmo assim os tem com fartura. Fale de literatura? Tem. Música e cinema? Tem. Artes plásticas? Tem demais. A Universidade Federal também dá a sua contribuição não só pela tradição da centenária escola de Minas e suas repúblicas como participa ativamente da atmosfera cultural da cidade, principalmente através da festa do doze de outubro, que de tão tradicional o dia doze virou uma semana de festa todos os anos. Do carnaval de rua acho que nem é preciso falar. E ainda tem muito mais para se escrever, daria para encher a página. Diamantina, São João Del Rey, Nova Lima, Caeté...

Já a cidade de Mariana, logo ali, vizinha e uma espécie de mãe de Minas (é a primeira cidade, 1696) ainda patina nas tentativas de construir esse menu de opções que vá além de seu casario colonial e suas igrejas imponentes e lindas, muito lindas. Foi lá que passei uma grande parte da minha vida. Num período em que me tornei um comerciante “meia boca” eu bem que tentei contribuir com a realização de eventos. O mais grandioso que consegui realizar e que pretendia transformar em permanente foi um encontro de colecionadores de carros antigos. Lá estavam os primeiros carros que circularam pelo Brasil e que estão em mãos de pessoas que cuidam deles melhor do que é cuidado o nosso patrimônio histórico. Eles possuem associações e estatutos próprios. Conseguiram até uma legislação de trânsito específica. Quando um colecionador consegue uma placa preta para a sua relíquia, é porque o carro é original, em perfeitas condições de funcionamento e dispensado de impostos. Uma belezura.

Eu me lembrei dos festivais de música que fizeram tanto sucesso no Brasil nos fins dos anos 60, meados de 70. Tentei realizar mas não consegui apoio. Há ainda alguns pipocando por ai. Eles davam uma aura romântica e emocionante para os novos talentos da música. Com o mundo grande do jeito que está e as comunicações tão mais acessíveis, ficou mais fácil gravar mas ficou mais difícil mostrar qualidade em meio a tanta coisa que atende mais ao apelo das massas ensandecidas por modismos quase descartáveis. Era um sonho, mas acho que era só meu.

“Sonho que se sonha só é só um sonho...” já dizia o maluco beleza do Raul Seixas.

7 comentários:

gorettiguerreira disse...

Que lindo mineiro devotado a bela Minas Gerais!
Pois é Cacá. Muitas coisas sem nexos e dscabíveis foram sendo agregada pelo modismo e destruindo as belas raízes tão mais contagiantes e belas do passado não muito distante.
O sonho não deixará de ser um sonho só seu e nem do maluco beleza amigo. Sonharei com a bela nostalgia junto a ti como tantos "seres Pensantes".
Beijos de luz, vou dormir...rs
Chegando de mais um plantão.
Bom dia amigo querido!
Goretti

Chica disse...

Linda crônica de um mineiro que sabe pensar muito bem ...e escrever!abração,chica

lis disse...

... " não esquece jamais "
Conheço pouco das Minas gerais e o pouco me deixou encantada.
Ouro Preto é como se entrasse no livro de História,as ruas, os casarios, as igrejas , tudo uma lindeza.
Quem nao conhece essas maravilhas de Minas nao sabe o que está perdendo, nao é?
fora o paozinho de queijo que eu adoro! rsrs
ótimo seu texto, um abraço e bom dia

Celina disse...

OI CACÁ QUE BOM ESTA POSTAGEM, SERVE TAMBEM COMO ROTEIRO DE VIAGEM AS AMIGAS QUE VIAJAM PARA AÍ ME PERGUNTAM QUAIS OS PONTOS TURISTICOS MAIS INTERESSANTES, COMO VC SABE SÃO TANTOS, TEM AS AGENCIAS DE VIAGEM É CLARO, MAIS A PROPAGANDA BÕCA A BÕCA MERECE MAIS CONFIANÇA. NO MÁXIMO SITO DUAS OU TRES CIDADES POIS SÃO TANTAS PS. ELES ME PERGUNTAM PELO MOTIVO QUE MOREI AÍ. UM ABRAÇO CARINHOSO CELINA.

pensandoemfamilia disse...

Olá
Não desista do seu sonho.
Fui à Minas, em algumas cidades, quando menina, mas há algum tempo ando desejosa de revisitar. Vc deu umas boas dicas.
Abços,

gorettiguerreira disse...

Engraçado esse mineiro...rs
Que ilário em minha idade meninota eu vestia minúsculos macaquinhos bordados a mão com "monogramas" das iniciais de meu nome. "MG" e todos faziam esse indo coro.
Oh Minas Gerais...
Bjs Cacá.
Goretti

Web Statistics