sexta-feira, 24 de junho de 2011

EUGÊNIO E A FEIA

imagem google

Foi numa noite de meia lua
Fria, limpa e bonita
eu fui pro meio da rua
E achei uma moça esquisita

Ela disse que aquilo era pintura
Não era feia como parecia
No escuro eu acho que via
Que era verdade pura

Me convidou para a quadrilha
Querendo a minha companhia
Ela queria era me apresentar a filha
Menina cheia de mania

Já foi de pai me chamando
E eu com medo daquilo virar casório
ela assim foi me levando
me arrastando , era público e notório

mas de otário não me fiz
cheguei perto  da fogueira
e vi a feia inteira
cocei até o nariz


A claridade da lua, mais a luz da lenha
Me fizeram pedir São João
“me livre dessa brenha
Que eu salvo o Santo Antônio
De seu padecimento vão”


Uma homenagem ao meu amigo Eugênio, que depois desse dia do distante São João de 1982 resolveu nunca mais se casar.


15 comentários:

Diogo Didier disse...

Ai q legal meu amigo! Eu, como bom nordestino q sou, ADOOOOOOOOOOOOOORO as festas juninas e estou curtindo muito essa época tão festiva do ano...

Gostei tbm das singelas mudanças q vc fez no blog...ficou LINDO!

bjoxxxxxxxxxxxxx no coração

Lua Nova disse...

Oieeee! Quanto tempo! Andei distante mas estou voltando, se Deus quiser.
Aff, Maria, que notória enrascada vai se metendo esse moço... mas pra sair do castigo, o santo faz qualquer negócio! rs
Saudades de vc.
Beijokas.

Aleatoriamente disse...

Risos...
São João é animação.
Mas a moça heroína da prosa cativou.
Beijinho moço.
Fernanda

✿ chica disse...

Rssssssss...muito legal,Cacá! Bem animado!!!abração,tudo de bom,chica

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

Bom dia!
Hehehe, eita que baita confusão ia ser.
Ainda bem que ele se salvou a tempo
Um excelente fim de semana para ti.
abração

CaFoFo online@ disse...

Santo Antonio deve fazer milagre de arrumar amor mas nao de esconder feiúra num é! No escuro, todos os gatos sao pardos, mas com uma fogueira por perto... hihihi

** Eu me expressei mal, desculpe, nao é o contador de visitas que é Bravanet, é o seu "visitante online" do site Opromo.

Beijosssssss

Flor da Vida disse...

Hummm! rsrsr... Eita que Santo Antonio resolveu de vez esquecer o moço, pois ele nunca mais se casou! Ué, mas também se for pra ser com uma moça tão esquisita assim, melhor ficar sozinho, né? rsrs...

Amigo, amei teu texto!
Aplausos!!!

Eu aqui estou às voltas pra levantar uma fogueira, que já está atrasada, mas enquanto for junho ta valendo, né?
Meu filho de 7 anos quer porque quer ver uma fogueira aqui em casa, então não tem remédio, terá que sair uma fogueira de qualquer jeito, rsr.

Amigo, carinhos mil pra ti, viu?
Beijos de flor

Celina disse...

Oi Cacá tudo de bom para vc, um feliz fim de semana, achei muito engraçado a poesia, Eugenio e a Feia, embora acho que a feiúra não exista, e sim falta de amor. mais como poesia valeu. Estamos aquí com um São que é só animação, muito forró e quadrilhas tem de toda qualidade de dança e de ladrões, ontem fui ao um forró pé de serra arretado, terminando com uma quadrilha 'esta de música.Um abração Cacá. Celina

Betha Mendes disse...

Oi, Cacá,

estamos vivendo este clima de São João, de encontros, desencontros, uma verdadeira quadrilha. Afinal, a vida é uma dança. Lindo texto!

abçs meus

Betha

Toninhobira disse...

Sorte teve o Eugenio na beira da fogueira,que a luz mostrou o quão era feia esta casamenteira,que juro não era uma mineira, era coisa da feiraguai. Que ela mantenha o santo de cabeça para baixo,para outro besta encantar na noite de São Pedro.Belo visual do blog entre livros e panelas.
Um abração amigo.

JGCosta disse...

É amigo, tem certas situações que é melhor sair de banda! Hehehe

Já dizia o poeta bêbado: "Se me vir abraçado com mulher feia, separa que é briga!" :)

Abraços renovados!

Elayne C.A. disse...

Que graça de poesia e homenagem, Cacá! Sabe q eu gosto de vc como poeta, né? acho q vc deveria escrever mais poesia! rsrsrsrsAliás, to adorando a cara nova do blog. Mudou a capa,colocou uns gadgets diferentes...Gostei!Bjos mil!

Sabor de Pitanga disse...

Oi Cacá!

Dei boas gargalhadas com seu texto! Coitado do rapaz e, principalmente, da moca (coitadinha mesmo!).

É muito ruim quando o invólucro ofusca o conteúdo!!! Mas, infelizmente, o olho humano é ASSIM!

E assim foi também a surra do santo que, por certo, continuou por bom tempo, imagino eu!!! rsrsrs

Isso me fez lembrar uma história que minha avó contava:

-Um homem foi a cavalo, buscar a noiva que ainda nao conhecia; escolhida por seus pais. No caminho ele esporeava bastante o cavalo para a "noiva feia" cair e morrer... mas, ela, como boa fazendeira, chegou intacta à igreja e, anos e anos se passaram e foram felizes até que a morte os separou!

*Ele contava, arrependido do seu plano de matar (*"acidentalmente") a noiva! E dizia que "mulher como aquela era muito raro"! É como diz a velha história: "Por causa de uma cara feia, perde-se um bom coracao"!

Meu abracao, querido!

Web Statistics