sábado, 11 de junho de 2011

BANIMENTO

A POESIA DE PAULO ADÃO



BANIMENTO


Cá nesta terra estou
sem amores que deixei eu longe
se a morte ainda me não levou
fico à sorte, a vida tange


A vagar nesta terra banido
já a solidão é menos companheira, mais taciturna
lá não posso regressar cedo, combalido
cá serei hospedeiro se uma amargura diuturna


Nesses dias de natureza morta
deita o pranto, a dor rotura
tanto menos a vida importa, quanto mais se abre a fissura


Que me conta a brisa crepúscula
qual não saiba de cor o enredo:
o dia findo é porciúncula dessa vida arremedo


_____________________________________
AGRADEÇO A TERNURA E O CARINHO DE TODOS QUE SE SOLIDARIZARAM COM ESSE MOMENTO TÃO DOÍDO.   MUITO OBRIGADO A TODOS , AS PALAVRAS DEIXADAS NOS COMENTÁRIOS FORAM UM BÁLSAMO PARA MIM E PARA TODA A MINHA FAMÍLIA. NOS PRÓXIMOS DIAS PRESTO AQUI UMA HOMENAGEM AO MEU TÃO QUERIDO E ESPECIAL IRMÃO COM A POESIA DELE MESMO.
+ 24/02/1959  /  06/06/2011

6 comentários:

´Flor* disse...

Lindo Irmão*Paulo Adão*Teu sorriso angelical,doce e sensível.Já estás em plano espiritual,feliz,pois já cumpristes com ta missão de Terra..
Feliz porque outréns se reuniram a ti ai pelo Espaço Cósmico..Feliz pois estas no ponto de origem,sem peso da matéria,plasmando levemente pelos espaços.Como colega das letras,espero um dia poder te abraçar ai,junto ao Paraíso..Que estejas compondo ai com os Mestres,com os profetas..Saudades,amigo..Luz e Paz.Bjus\Flor*

Sabor de Pitanga disse...

Oh Cacá, sinto muito... Tenho estado meio ausente daqui, por problemas de saúde e, nem sabia do passamento do seu irmao. E, confesso que, nao sei o que dizer nessa hora de tristeza, nesse momento de partida!!!

Deus que dê a voce e familia o poder de aceitacao, uma vez que nao é possivel mudar o rumo das coisas.

Meu abraco solidário, Cacá.

Cantinho She disse...

Olá querido! Sinto muito por sua perda, muito mesmo! Meus sentimentos!
Lindas poesias!

Passando também para agradecer os seus comentários carinhosos em meu Blog e no da Elaine. Obrigada! ;)

Bjbj
She

Maria disse...

Querido amigo lamento do coração a morte do seu irmão. Só hoje deu para passar pelo seu cantinho e fiquei muito triste, quando vi que o seu irmão não conseguiu resistir ao problema de saude que tinha.
Que Deus o tenha no seu regaço e Acompanhe toda a vossa familia nestes momentos de tanta dor.
Um grande beijinho.
Maria

Denise disse...

Não por acaso dizem que a alma do poeta habita os versos...um sentimento de admiração me acompanhou até o final da (re)leitura, pela força que se esconde atrás de cada estrofe.

Tua homenagem alcança muitos corações, Cacá - grata por isso.
Beijo carinhoso.

Jaime Guimarães disse...

Imagine, Cacá! Eu é que realmente nunca sei o que dizer nessas horas - e ainda dizem sou bom com as palavras, aff! - então resta mesmo é deixar o abraço solidário.

Mas seu irmão deixou um legado muito bom! Fica a doce saudade e este legado para relembrar e admirá-lo!

Um grande abraço pra você! Força! :)

Web Statistics