terça-feira, 15 de junho de 2010

BOM EM QUALQUER ÉPOCA - ÁFRICA ´- ENQUANTO A BOLA ROLA

Há tanta produção literária por esse mundão, tanta coisa que tanta gente tem acesso e muito mais coisa que tanta gente não tem que pelo bem do conhecimento humano e da literatura, acho que toda oportunidade que tivermos para aumentar a visibilidade de textos bons não pode ser perdida. Selecionei alguns que acho que precisam de quando em vez ser divulgados pelas suas qualidades inumeráveis. É só mais uma forma de dar ainda mais vida à sua imortalidade. Só lendo para qualificar. E isso cabe ao leitor.

______________________________________________


“Como em um pêndulo, o mundo oscila, em seu momento mais trágico. Cômico também. Perdemos dinheiro em bolsas, perdemos dignidade na Somália, perdemos o rumo em Darfur.


Somos a antítese, somos o pano grosso da indecência, chutamos o nosso amor próprio para o canto da sala, predomina em nós a uma violenta apatia, como substrato da indiferença.Não pensamos mais, apenas buscamos o nosso tão sonhado final de semana. Vamos sorrir, vale a pena.”


(Este texto foi encontrado no blog do Gerald Thomas, dramaturgo e o autor apenas assinou com o nome Tene Cheba) Abaixo, uma música que foi feita em homenagem a Nélson Mandela.

________________________________________________

LÁGRIMA DO SUL (MILTON NASCIMENTO E MARCO ANTÔNIO GUIMARÃES)

“Reviver
Tudo o que sofreu
Porto de desesperança e lagrima
Dor de solidão
Reza pra teus orixás
Guarda o toque do tambor
Pra saudar tua beleza
Na volta da razão
Pele negra, quente e meiga
Teu corpo e o suor
Para a dança da alegria
E mil asas para voar
Que haverão de vir um dia
E que chegue já, não demore, não
Hora de humanidade, de acordar
Continente e mais
A canção segue a pedir por ti
(a canção segue a pedir por nós)
África, berço de meus pais
Ouço a voz de seu lamento
De multidão
Grade e escravidão
A vergonha dia a dia
E o vento do teu sul
É semente de outra história
Que já se repetiu
A aurora que esperamos
E o homem não sentiu
Que o fim dessa maldade
É o gás que gera o caos
É a marca da loucura
África, em nome de deus
Cala a boca desse mundo
E caminha, até nunca mais
A canção segue a torcer por nós”

7 comentários:

Chica disse...

Lindos o texto e a poesia!Bom compartilhamento ,Zé!abração,lindo dia!chica

gorettiguerreira disse...

Isso é pérola no fundo do Oceano, é a "Cor Púrpura" que fala da alma nesse perfume de Mandela meu querido Cacá.
Sempre chorei com o som dos tambores africanos e lendo sobre Mandela. É um raro perfume aspergido desde a África até em nossos corações.
Viva Mandela, viva a cor dos Africanos! Somos esse povo em tantas emoções.
Cacá eu queria poder abraçar-te e te dizer como sou grata por ser sua amiga e poder aprender mais de ti por aqui.
Um xero no coração e Golllllllllllll.
Bjs Goretti sua fã.

Mariana disse...

A Àfrica tem muito a nos ensinar.
A vida do Mandela também.Homem que ficará na história do mundo em todas as futuras gerações.

Toninhobira disse...

Como diz a musica berço de tudo,nao só de meus pais.Bela maneira de compartilhar,fruto de generosidade.Um abraço Zé.

Mari disse...

Cacá...

Eu prefiro muito mais a boa lietura ao futebol, me chamam de esquisita por isto rs
Um beijo

Malucas de BR (*.*) disse...

Olá Cacá...

Realmente, mtos ainda não conhecem a arte de ler e admirar um livro, uma história ou uma estória escrita através de uma simples palavra e/ou simples fato que aconteceu na vida do autor ou em sua mente...

Eu Brenda sou apaixonada por literatura, os livros possuem algo que me encanta, me fascina...

Abraços

lis disse...

Agradeço sua sensibilidade na escolha de bons autores.
Gerald Thomaz exêntrico , polêmico e inteligente é sempre uma boa leitura.
E o bom dessa bola que rola e a interação e a curiosidade que se dá a conhecer mais um pouco de um País sofrido e de um povo alegre e festivo.Interessante África e seu toque de tambor como canta Milton Nascimento.
abraços Cacá

Web Statistics