terça-feira, 19 de julho de 2011

APRENDENDO COM A CACHORRA

Imagem DAQUI:
Alguém disse que quanto mais conhece o ser humano mais admira o seu cachorro. Eu não vou arriscar atribuir autoria, pois na internet há mil e um autores que foram agraciados com a paternidade dela. A internet não é muito confiável para pesquisar certas coisas, uma delas é autoria. Acho além de tudo, uma frase derradeira de quem desistiu de vez das possibilidades de convivência humana saudável e agradável, além de tudo. Um horror ter que admitir isso, pelo menos para mim que tenho um olho no humano e idealista como uma planta. Toda planta tem um ideal. Crescer, florir ou frutificar e fornecer ar puro para fora de seu mundo de planta.

Isso não impede, no entanto, que eu aprenda muita coisa com os animais. Tenho aprendido, por exemplo, com a minha cachorra uns hábitos alimentares que não consegui por conta própria ou de legado da educação que meus pais me forneceram. Cachorro não tem o olho maior do que a barriga depois de adulto. Você coloca lá a água e a comidinha dele e ele vai comendo à medida que tem fome. Na medida certinha. Saciou-se, deixa ali o que sobrar e volta novamente para terminar quando vier outra fome ou sede. Se engorda é por que o dono lhe transmite hábitos insalubres. Infelizmente, nesse aspecto ele também aprende com os humanos e quase nunca coisas boas. Outra curiosidade é com relação às queixas de insônia. Eu que tenho o hábito de acordar pela madrugada fico observando-a. Costuma ficar horas deitada olhando para o tempo (parece meditar) e depois que o dia amanhece, dorme um sono profundo. Dorme antes do almoço, dorme depois do almoço. E tudo isso sem culpa.

A culpa humana se chama tempo. Esse relógio que alterou a biologia, passando a tentar fazer o organismo funcionar cem por cento, se tomarmos café pela manhã, almoçarmos è tarde e jantarmos à noite. Os cachorros fazem o seu próprio tempo. Dormem quando sentem sono, comem quando sentem fome. Para quem não tem patrão ou assemelhado, isso é um aprendizado e tanto de vida. Ah, estou aprendendo inclusive a meditar com ela (ou sei lá o que fica pensando naqueles momentos assim, parada, olhando para o nada). E nunca deixa de dar a sua espreguiçada quando se levanta, o que equivale ao que os médicos mandam-nos fazer em alongamentos diários. Ativa a circulação, evita contusões gratuitas e dores pelo corpo.

Só não descuido da percepção social da história e chego a pensar que é a minha única vantagem com relação a ela.

30 comentários:

Yasmine Lemos disse...

Cacá que texto primoroso! Tenho insônia também ,suas observações são perfeitas.Somos tão aquém....Acho que não levamos vantagem em nada .Hoje acredito que saber demais não é tão bom assim.
abração bom dia,vou tirar um cochilo rs

Aleatoriamente disse...

Sabe Cacá? Fico impressionada com essa sintonia certa das coisas. Aquelas que acostumamos (hábito) e aquela que poderia fazer de nós campeões na saúde. (hora certa).
Tenho o costume de acordar às quatro e quinze da manhã, e vou até uma da manhã fazendo trabalhos escolares. Sendo que tenho o costume de observar, e às vezes isso me deixa perplexa com alguns detalhes, que na maioria das vezes, não percebemos pela correria.
Alimento-me muito pouco, acho que esse costume, ficou em mim até hoje. Minha mãe costuma dizer que o tanto que o passarinho come é o exato que eu também.
Acho que meu organismo se acostumou com pouco rsss.
A educação até na alimentação acontece mesmo, ainda mais se já é costume.
Mais os animais têm essa sapiência. Cada um é o que é ensinado para ser, ou se o deixarmosele seguir seus próprios instintos, vamos nos maravilhar com seus atos.

Um beijinho amigo.
Fernanda

Simone Aline disse...

Nossa Cacá, que delícia de leitura...
É, a vida sempre ensina... incluindo a vida canina. Minha "Dama" tem o mesmo ritmo de sua companheira de quatro patas... rsrs Come quando tem fome, dorme quando tem sono e sem culpa alguma várias vezes ao dia...rsrsrs E fica muuuuuuuuuuito tempo ali, ao meu lado... deitada e pensativa... olhar distante...tranquilo e calmo! Apenas a pensar na vida. Será?
Ela sabe quando eu estou triste, quando estou nervosa... "entende" cada suspiro e cada olhar meu. E "colabora" nos meus dias ruins, sempre disposta a se mostrar uma "amigona"!!! =) Adoro cães. Ensinam muito,muito mesmo... sobre a vida, os hábitos, o amor... um sentimento tão simples, e que o ser humano gosta de complicar!!!! =/
Grande beijo!

Nice Bacchini disse...

Cacá , como sempre muito bom o seu texto, nos faz refletir sobre a maneira que vivemos e levamos nossas vidas, que muitas das vezes somos obrigados a isso, diante das circustâncias do mundo contemporâneo, que está muito corrido...Abraços.... Bom diaaaaaa

Rô... disse...

oi Cacá,

que bom que podemos aprender com os animais,
você é sempre perfeito nos textos,
escreve com uma clareza e com uma facilidade que é admirável...
sabe,
também concordo quando diz que deveríamos comer quando temos fome, e dormir quando temos sono,
sem nenhuma convenção de horário,
e sim da necessidade humana,
ou quase humana...

beijinhos

Mel Braga disse...

Ah mineirinho... vc é tuuuuuuuuuudo de bom!!!
Os animais nos ensinam muito...
O valor do carinho... do afago... e principalmente do perdão...
Eles nos perdoam facinho facinho...
Logo esquecem as broncas e estão sempre juntinhos...
A natureza é sábio...e o homem em sua arrogância se acha mais esperto do que ela...
Mal sabe ele que ainda tem muito o que aprender...

Bom... eu nunca fui muito disciplinada... e por isso ás vezes pago um alto preço...rsss
Mas, concordo com vc... nossos cães nos ensinam e muito...

Tenho dois labradores que sempre me mostram o quanto a doçura de um olhar e um afago são importantes...
Realmente... do pouco que sabemos... nossa... temos muito ainda para aprender...

beijo assim bem grande***

Tati disse...

Olá meu amigo Cacá, já dizia Aristóteles, e desta vez sem medo de errar autoria, que o homem é um ser social. Ainda acredito nisso, e sei que murchamos quando nos isolamos do convívio, mais uma lição que também podemos aprender com a cachorrada, por que são animais de matilhas, e adoram companhia, apesar de saberem muito bem lidar com seu próprio tempo. Acho que de tudo podemos tirar lições. Só é triste mesmo imaginar que alguns tenham aberto mão de acreditar nos seus semelhantes. Eu também sou da turma dos idealistas e espero ver nossa espécie crescer e frutificar, não no sentido de ter filhos, mas no de evoluir como seres. Um grande beijo.

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

Adorei sua crônica.
Falar sobre os animais é ter certeza de que vamos aprender e muito!
Eles são muito sábios!
uma excelente semana para ti.
abração com carinho

✿ chica disse...

Muito temos a aprender...Passei voando, com as asinhas batendo, pra deixar um abração,chica

Celina disse...

É Cacá, é uma delicia te ler, esta de aprendermos com os animais é muita boa, eu sempre os observei, na minha casa a minha mãe criava muito galinhas eu passava horas observando como cuidava bem dos pintinhos, qualquer coisa que conseguia ciscando, tinha um cacarejo diferente chamando-os, aí a vez era do mais esperto, quando chovia ela ficava de um jeito, que só enxergavamos só os pezinhos deles , também quando estavam crescidos levavam bicadas para aprenderem a se virar sozinhos, bela lição de vida.imagine um cão que é o nosso espelho refletido, eles tem muito de nós, os seus donos. Um abraço amigo Celina.

Eva disse...

Que lindo Cacá, amei o artigo, lindo demais, parabéns! beijos, uma boa semana!

Toninhobira disse...

Zé uma bela cronica vasta de analogias e reflexões.Creio sim que bons olhos muito temos a aprender com os animais.Eu aprendo muito com gato,naquela paciencia e andar cadenciado.Mas não crio nenhum animal.Outra coisa é a relação sexual dos animais,nada fora do necessario com tempo determinado.Enfim voce deu um show nesta cronica.Meus aplausos amigo.
Um abração e toda paz a voce e familia.

Mulher na Polícia disse...

Sabe que eu estou seriamente com medo de fazer um comentário ingênuo...

: )

Cacá, cacá...

LUCONI disse...

Adorei isto Cacá, sabe é verdade, minha Ula é bem assim e tem uma coisa a mais o amor dela é incondicional, seria muito bom nós aprendermos um pouquinho com eles, beijos Luconi

Pedrita disse...

acabei de ler em um blog q comentava tb uma matéria sobre animais. acho q aprendemos o tempo todo, basta querer e independe com o q. beijos, pedrita

Cynthia disse...

OI, eu não tenho cachorro, rsrs
Ainda acho que o ser humano merece sempre uma chance. Abraço Cynthia

Vera Lúcia disse...

Olá Cacá,
Gostei muito de seu texto.Realmente, se observarmos com os olhos de "ver", vamos perceber quantas lições nos são passadas pelo animais, principalmente pelos cães. A primordial delas é a fidelidade.
Mas muitas outras, como você disse, o nosso próprio ritmo de vida não nos permitiria aproveitar.
Grande abraço.

pensandoemfamilia disse...

Será que é tão bom essa consciência da história??? Eu prezo sim, mas porque esta foi a forma que nos acostumamos como humano,Mas não seria uma maravilha viver conforme seu cachorro nos ensina???
E aja correria....
bjs

AFRICA EM POESIA disse...

Cáca´

Com carinho deixo para ti...




Vida...
Vida vivida...
Vida sofrida...
Vida cantada...
Porque a vida...
É composta de tudo...
De choro...
De riso...
De carinho...
E de alegrias...
E muitas vezes...
Mesmo sofrida...
E pouco vivida...
A vida...
Tem sempre valor...
Porque prevalece sempre...
A vida...
Vivida com alegria!...

LILI LARANJO

Fatima disse...

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Feliz dia do amigo!

Bjs.

Aleatoriamente disse...

Cacá.
Vim te deixar um beijo e um forte abraço.
Neste dia querido, venho agradecer por sua amizade.
Ela sempre me ensina a caminhar melhor, com os teus belos textos.
Parabéns pelo o dia do amigo.
*
Beijinho.
Fernanda

J@de disse...

Tem certeza que sua cachorra não é uma gata?? É que você descreveu as minhas gatas!!
De vez em quando é bom ser bicho em vez de ser um animal racional!!
Abs.

Maria disse...

Amigo Cacá sendo hoje o dia internacional da Amizade e do Amigo, passei especialmente para agradecer a sua companhia, as gentis mensagens que deixa no meu cantinho, o seu carinho e acima de tudo a sua amizade.
“A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você.” (Ralph Waldo Emerson)
Um abraço bem apertadinho e um grande beijinho
Maria

Celina disse...

CACÁ, NÃO PODERIA DEIXAR DE AGRADECER O LINDO COMENTÁRIO. VAI O MEU ABRAÇO PELO DIA INTERNACIONAL DA AMIZADE, É MARAVILHOSO TER AMIGOS,E VC É UM DELES QUE TENHO RESPEITO E ADMIRAÇÃO.CELINA

Renata Diniz disse...

Eu também penso que podemos aprender com os cães, os quais livres dos discursos sociais seguem o caminho da originalidade. Abraços, Cacá!

Néia Lambert disse...

Pois é Cacá, além de tudo, os animais tem uma característica que fazem deles grandes amigos dos humanos:não falam!

A noite já vai alta, mas lhe desejo ainda um feliz dia do amigo.

Um abraço.

sandrafofinha disse...

Eu tambem tenho um cão. Ele se chama bobi e gosta muito de brincar e gosta muito de miminhos. Tantas e tantas vezes que ele se vem sentar ao pe de mim e do meu amorzinho a pedir carinho e brincadeira. Mas claro que ele nunca vem nem pode entrar dentro de casa, nós temos um terraço grande onde ele fica. Um grande beijinho e uma optima quinta feira!!

C. disse...

Que bem escritinho esse post Cacá, nao desmerecendo nenhum outro. É que pra começo de história, você analisou a frase órfa da mesma maneira que a vejo. Quem desistiu de pessoas, como pode gostar de dogs? Mas pior que tem gente que gosta mais de dogs que de gente, principalmente aqui! Sabia que eles tem até direito a ticket de metrô? Um luxo, precisa ver, mas se te contar que sao mais educados que muitas pessoas, você pode até duvidar hihihi
Ahh eu pude ver o jeitinho da sua cachorra pensando na vida, com aquele olharzinho doce :)

Claudio Poeta disse...

Excelente criação! - Passou o argumento na íntegra! - Lindo, meu amigo! - Hei! Drumond??? - Quer me matar, antes de sair o livro? Ai, ai! - Fui às lágrimas, claro! - Brigadão, viu?! - Abração

Web Statistics