segunda-feira, 7 de março de 2011

CONVERSAS COM QUEM GOSTA DE ESCREVER - Lygia Fagundes Telles

imagem google
“A função do escritor? Ser testemunha do seu tempo e da sociedade. Escrever por aqueles que não podem escrever. Falar por aqueles que muitas vezes esperam ouvir da nossa boca a palavra que gostariam de dizer. Comunicar-se com o próximo e, se possível, mesmo por meio de soluções ambíguas, ajuda-lo no seu sofrimento e na sua esperança.”

(Lygia Fagundes Telles, Leia Livros)

In: Escrever Sem Doer -  Ronald Claver, ed. UFMG, 2006.

8 comentários:

Casal 20 disse...

Lygia é maravilhosa.

"Verão no aquário" foi o livro que me identificou profundamente não só com a literatura dela, mas, principalmente, comigo mesmo: um livro de auto-descoberta!

Abraços sempre afetuosos.

chica disse...

Achei muito legal ,principalmente o § que diz:

"Falar por aqueles que muitas vezes esperam ouvir da nossa boca a palavra que gostariam de dizer."


Muito legal! abração,tudo de bom,chica

Sam disse...

Escritor é aquele que diz aos olhos, aquilo que a alma já sabe, mas que o corpo ainda resiste em saber.

Adorei, querido!

Abraços, flores e estrelas...

Flor da Vida disse...

E Lygia tem toda razão... Parabéns pelo bom gosto, e pela sábia escolha deste texto! Amigo, deixo carinhos pra ti, viu? Bjsss

Thatica. disse...

Escrever..

A escrita, funciona como uma auto-analise para mim, como você mesmo disse.

Aliás, antes de você falar isso, eu nunca imaginei que essa história de blog, seria pra mim, como uma terapia. E depois comecei a perceber que realmente é.

Uma terapia, uma auto avaliação, uma forma de se expressar e um desabafo.

Você, agradeço por seus comentário. Me sinto bem ao passar aqui..

Um super beijo no coração!

Pandora disse...

Pesada a função do escritor!!! Falar pelos que não tem voz deve ser uma honra e uma tragedia também porque ao meu ver significa sentir as dores do mundo em si, pq só assim se pode falar delas!!!

Por isso, uma das milhares de ambição que nunca tive foi essa, a de ser escritora, nem poesias bobinhas ouso escrever...

E sim, Lygua pe MARAVILHOSA mesmo,

Web Statistics