sábado, 8 de outubro de 2011

PARABÉNS PRA VOCÊS


Começa a nascer a partir de agora a geração de vida ainda mais longa. Segundo um cientista britânico, os novos bebês tem possibilidade já garantida de comemorarem daqui a 150 anos o seu aniversário em pleno gozo de saúde física e mental. E daqui a uns poucos anos, começarão a nascer os humanos quase milenares. É isso mesmo, novos Noés e Matusaléns.

A ajuda das células tronco, a neurociência com a ajuda da mecânica e a eletrônica vão permitir que os novos humanos sejam verdadeiros robôs em termos de duração física. Imagino que não iremos mais ao médico, por exemplo, para consultas e sim para manutenção. Os hospitais-oficinas farão as revisões não mais por sintomas ou por envelhecimento natural, mas por horas de vida. Provavelmente teremos um manual de revisões. Só não queiram que nasçam pessoas com garantia genética. E ainda não temos quem nos defenda de uns males cuja medicina e a ciência não conseguem a achar cura. A bala perdida, por exemplo, ainda não está no manual. Só se pegar de raspão, caso em que poderá ser feita uma lanternagem no local. A falta de tolerância também não foi curada. A psicologia está perdendo terreno para a pragmática. Tem funcionado mais para a cura de traumas do que na prevenção e no tratamento de depressões e melancolias.

Tem um lado positivo nisso: a gente não envelhecendo, fica livre do risco de se tornar um estorvo, um cancro social. E quanto mais dinheiro tivermos, mais pessoas vão querer ficar conosco vivos para a sua sustentação ou deleite. Isso se não nos eliminarem para se apossarem do patrimônio. Quem vai nos defender disso aos cem, duzentos, quatrocentos anos? E será que está entre os motivos do cientista chamar seu feito de cura da velhice?

Portanto, tratemos muito bem das mãos e das vozes para não ficarmos com calos de tanto cantar parabéns pra você.

23 comentários:

✿ chica disse...

Não gosto dessa idéia...Vemos tantas coisas com a velhice de agora, pessoas penduradas apenas num"fio" de vida, fazendo de conta estar vida, e sofrendo...

As coisas devem ser naturais e não criar tanta bobagem pra esticar a vida que acabará sem a menor qualidade, que é o que importa então.

Estar viva pra ocupar espeço e fazer de conta, longe de mim!!!Quero morrer enquanto tiver possibilidade de me governar sem incomodar...abração,chica

Misturação - Ana Karla disse...

Sou a favor apenas da vida o mais natural possível.
Mas essa dos parabéns foi boa demais Cacá!
Bom final de semana
Xeros

Rô... disse...

oi Cacá,

acho extremamente perigoso e sem nenhum sentido,
esses cientistas ficarem brincando de Deus,
pra mim quem nos dá a vida,
e sabe o melhor momento de interrompê-la,
é só Ele...
essas descobertas do mundo moderno não me agradam não,
a vida tem que ser vivida de uma maneira saudável e natural...
o mais possível!

beijinhos

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

Bom dia Cacá!

Bem interessante sua crônica.

Como não garantias há de que esses anos todos serão vividos de forma saudável em todos os sentidos, é preferível deixar a vida fazer o seu curso natural sem a intervenção humana.

um excelente fim de semana para ti.


um grande abraço

Anne Lieri disse...

KKK...Muito divertido seu jeito de escrever!Adorei sua cronica!Essa historia de ir ao medico só pra manutenção foi demais!...rss...eu tô fora!...rss...quero meu tempinho normal de vida e tá muito bom!Bjs e muito obrigada pela sua presença lá no Mix Cultural!

Denise disse...

Viver implica em qualidade, saúde (física, emocional e mental), mas, antes de tudo, é um processo natural. Sou adepta dessa ideia, por isso adorei tua crônica, Cacá. Bom assunto, abordagem divertida, mas reflexiva.

Um ótimo fds, beijos!

MARILENE disse...

Gosto das descobertas científicas que podem melhorar a vida de quem enfrenta limitações, independente da manifestação contrária da Igreja e da argumentação de falta de ética. Muito se progrediu vencendo tabus.
Mas de nada vale viver 100, 200 anos, se o planeta não nos oferecerá condições para isso. A longevidade é bela, até certo ponto. Acredito que temos um tempo certo para estar aqui e nossa preocupação deve estar em aproveitá-lo com dignidade.

(aquele conto que coloquei no diário não é ficção e admiro muito a mulher)

Bjs.

pensandoemfamilia disse...

São tantas as cogitações de prolongamento da velhice, mas a saúde e qualidade de vida onde ficam?
bjs

Leninha disse...

BOM DIA,AMIGO CACÁ!!!
Gostei de sua crônica "de uma vida anunciada"...gosto da vida e acredito que viver com qualidade de vida,com recursos para não se transformar em "peso"para os que estão em torno,serä uma grande conquista e brevemente será viável.
Gostei da possibilidade de calos nas mãos,de tantos parabéns.Você faz uma ótima sátira da realidade que estamos prestes a vivenciar.
Bjsssss e um belo e alegre domingo,
Leninha

Jaime Guimarães disse...

Cacá, essa notícia causa pânico nos governos: teremos uma série de "reforma de previdência" pelo mundo, já pensou?

Aposentadoria para os homens: 100 anos.

Aposentadoria para as mulheres: 90 anos.

E o que me diz da meia passagem nos coletivos?

- Mostra aê a carteira, vovô!
- Tá aqui, tenho 85 anos!
- De graça, só aos 90 anos! Tá pensando o que, vovô?

Adeus, também, às filas preferenciais:

- Mas eu tenho 96 anos...
- É só a partir dos 100, velhinho! Sabe ler não, é? Tá querendo tirar vantagem dos cabelos brancos?

Agora a pior sensação é mesmo entre algumas famílias:

- Droga de velho que não morre!
- Quantos anos ele tem?
- 108 anos! Deve ter mais uns 40 pela frente!
- Isso se não acontecer um acidente...hehe...se é que me entende...hehe...
- Temos que fazer alguma coisa ou aquela fortuna vai para os gatos e nós, sobrinhos, não levaremos nada!

É muito complicado, Cacá! Deixa a vida correr seu rumo normal.

Abs!

Lívia Azzi disse...

Que loucura pensar em fazer 120 anos, Cacá!

Que dirá 300, uiiiiiii!!!Puxa, viver é bom, mas tanto, tanto assim... é confuso, não?!

Afinal, qual é mesmo o sentido da vida? E, será que dá pra viver bem mesmo por milênios, risos? Ou seria apenas um prolongamento da existência?? Isso é coisa que me assusta, mas eu gosto de escritos assim que assustam e fazem pensar... :-)

Beijinhos!

Amapola disse...

Bom dia,querido amigo Cacá.

Que maravilha!!
Haverá tempo para ajudar as outras gerações na sua formação de um modo geral.
Haverá tempo também para os sentimentos se aprimorarem. A evolução se fará também, de fora pra dentro.

Adorei.

Tenha uma linda semana de paz e alegrias.

Beijos.

Meire disse...

Cacá querido, uma coisa tenho em mente, vivo cada dia como se fosse o último, não importo se vou morrer daqui há 100 anos ou amanhã e da morte nunca tive medo, acho que tenho medo mesmo é de não viver intensamente, de não amar o suficiente. O resto é resto...

bjokitas com carinho e uma boa semana ;)

Tais Luso disse...

Oi, Cacá, adorei esta idéia, e que ela vem não há dúvidas, só que não estarei aqui, não farei parte dos experimentos, infelizmente, até gostaria. Lembrando, na idade Média e nos séculos passados, não se vivia tanto como hoje; no meu edifício está cheio de gente com mais de 90 anos! isso quer dizer que a Ciência está avançando. Será que tem gente que não quer isso? Coitados somos nós que não pegaremos esta época. Antigamente chegar aos 40 era uma proeza. Gostei da abordagem, com nesgas de humor.

beijos
tais luso

Ivana disse...

Me parece uma vida artificial, rss
Uma semana cheia de paz e alegrias, um abraço grande!

Toninhobira disse...

Não podemos negar os beneficios da ciencia para compensação da falta,mas a longevidade torna-se desnecessária ou muito perigosa.
É como plastica que lhe esconde o que viveu.
Bela cronica amigo.
Meu abraço mineiro de paz e luz.

Nice Bacchini disse...

Muito interessante o seu texto. Espero que eles(os cientistas) estudem também outros planetas, além do planeta Marte, pois não sei se os dois planetas suportarão tanta gente em seus solos... Bom dia para vc...abraços

Beth/Lilás disse...

Ah, essa perspectiva não é nada boa!
Vai ser um saco aguentar tanta gente chata e que não vai embora nunca. hehehehe
Vamos deixar a coisa como está, acho mais seguro.
bjs cariocas

Verdades e Mentiras disse...

CACÁ: Gostei de saber sobre essa nova geração que tem possibilidades de viver muito, graças a ciência.
Realmente, para bala perdida, nem sequer, fizeram manual.
abs. Sandra

Sabor de Pitanga disse...

Particularmente, acho a idéia bem idiota. Nao se deve preocupar em "curar a velhice" e sim, criar meios para que se viva saudável...

Seria melhor, entao, criar o "elixir da juventude".
Até duvido que isso venha ocorrer, mesmo porque as celulas tronco nem sequer cura todas as doencas (pelo menos AINDA nao), imagine prolongar a vida por tanto tempo.

Seria bom que os cientistas se preocupassem em encontrar uma maneira de amenizar as catástrofes, isso seria mais justo!

Meu abraco a você.

Web Statistics