quarta-feira, 24 de março de 2010

O DIA DA CERTEZA

"Morto" aparece no próprio velório

O servente de pedreiro Ademir Gonçalves quase causa a morte da mãe ao comparecer ao velório dele mesmo em Santo Antonio da Platina, Paraná. Um indigente morreu em um atropelamento na BR-153 e teve o corpo reconhecido como sendo de Gonçalves.

O corpo estava sendo velado na madrugada por familiares e amigos. E no início da manhã, o "morto" apareceu no próprio velório, surpreso com o que via e assustando a todos.

Logo, o engano foi esclarecido. O defunto era muito parecido com o servente de pedreiro, o que levou até a própria mãe de Gonçalves a confundí-lo no momento do reconhecimento do corpo.
_______________________________________________________

Fonte: http://www.bemparana.com.br/index.php?n=125803&t=morto-aparece-no-proprio-velorio 03-11-09
_______________________________________________________




A CRÔNICA

E se fosse diferente? Então os mortos passariam a aparecer no próprio velório em carne viva e olhos arregalados para conversar o último assunto que gostariam de ter com uns vivos. Aqueles de quem gostavam e de quem também não gostavam. Uma espécie de acerto de contas “post mortem” rapidinho. Apesar da presença física eles não teriam poder, por exemplo, de dar umas porradas em desafetos que lhe azucrinaram em vida. Por outro lado também não sentiriam dor em caso de levarem uns bofetes de acerto ou de revide.
Mas já imaginou o quanto de problemas não poderiam ser resolvidos com simples conversas em velórios? Quantas máscaras cairiam ante o morto questionando algum choro fingido? Um afago que pode curar uma dor que parece não acabar pela perda do ente querido? Quantos acertos de dívidas com o passado? Quanto alívio isso não provocaria em quem fica? Quanto de substância não palpável poderia ser adquirida num simples velório? Passaríamos a aprender com o eflúvio?
Eu imaginei que se fosse eu e houvesse essa possibilidade, a primeira coisa que faria seria ser pedir perdões. Talvez, com tantos que tenho por rogar eu conseguisse até mesmo acabar com todo o chororô no recinto. Cumpriria o ensinamento da oração do Pai, perdoando a quem me ofendeu e solicitando o perdão pelas minhas ofensas. Essa deve ser a hora em que se torna mais fácil a obtenção e concessão do difícil perdão mútuo.
Tenho certeza que todos iam ouvir um morto. Na dúvida se ele esteve em outra dimensão, iam ouvir. Ouvir com a devida introspecção, coisa que não se costuma fazer em vida. Creio que nessas condições um morto se torna um sábio automaticamente. É tudo que todo mundo pobre ou rico quer ouvir: palavras de um morto. Para muitas coisas. Abnegações, arrependimentos, súbitas bondades, velhas paciências, desprendimentos e compreensões de toda sorte. Também maldades irreparáveis para quem não se importa jamais com culpas de qualquer natureza.

6 comentários:

Jaime Guimarães disse...

Cacá, meu bom, ainda bem que não é assim. Mas sei quem iria adorar: os cobradores! uhauhauhauhauha!

Já pensou, ao lado do cemitério? "Agência Topa Tudo - resolva seus problemas de créditos e dívidas aqui. Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Olha o que te aconteceu, aproveite a última oportunidade! Atendimento especial para entidades ectoplasmáticas".

Um abraço! Deste mundo...uhauhauha!

Cecília disse...

Os cafajestes se dariam bem mal. As viúvas os matariam duas vezes!

Elaine Barnes disse...

rs...Concordo com todos os comentários aqui feitos kkkk
Fiquei imaginando a cena do morto chegando e vendo seu próprio velório . O susto e gritaria do povo que chorava por ele.
Muito boa a crônica. Adorei! Montão de bjs e abraços

Geyme disse...

Poxa, que bom voltar aqui!! Parabéns pela cronica, fiquei pensando agora... é verdade, vc disse: "Já pensou se pudessemos voltar e acertar as "ultimas contas"? , pois pq isso nao é possível???? Que boa oportunidade (e que justa)! Já que nunca sabemos o dia do derradeiro e com certeza muito nos fica por dizer, por fazer, por ver... Eu, particularmente, adoraria presenciar o meu próprio velório, sei que é uma idéia meio fúnebre, mas por que nao??? Amigo, parabéns pelo blog, vc surpreende sempre pela simpatia e sagacidade!!!! Aproveito para convidá-lo a visitar meu new blog: http://geyme.blogspot.com Deixo aquele beijo!!!!!

Chica disse...

Os mortos morreriam por mais 3 vezes de tanta coisa que veriam,rsrrs...beijos,chica

Web Statistics