quarta-feira, 17 de março de 2010

INSPIRAÇÃO

São 5:40 h da manhã. Na rua os termômetros já marcam 23 graus. Eu saí pedalando para me antecipar e buscar a chuva que há dias a meteorologia promete que vai cair a partir de hoje. Vou de encontro dela para refrescar um pouco. Não tem sido fácil ter uma boa noite de sono diante de tanto calor. Queria ter ficado no computador, posto que minha vontade era de escrever. Mas andando de bicicleta, nem mesmo levando o note book nas costas tem jeito; eu teria que fazer uma coisa ou outra. Ademais, se chove, adeus minha tecnologia ambulante.

Então, dispenso a modernidade e volto para o papel, mais precisamente, meus “papelim”, como gosto de falar de um jeito bem mineiro. Papelim é gíria de quem gosta de cigarro de palha. Hoje em dia ele já está industrializado, vendido até em caixinhas, mas houve um tempo em que na falta de uma palha de milho, o fumo era enrolado em qualquer tirinha de papel limpo. E são essas tirinhas e caneta que me acompanham. Tenho no bolso, no banheiro, na cômoda ao lado da cama, no porta-luvas do carro. Sempre que aparece uma idéia, eles estão ali, à mão. Afinal, eu sempre costumo dizer que qualquer um pode escrever. Vira escritor é quem tem a idéia e anota. Falo dos comuns. Os geniais não precisam desses recursos. O cara faz aquela cara estranha, bota a mão no queixo, coça a cabeça, deita a mão no teclado e saem coisas maravilhosas. Eu vou exercitando um pouco a cada dia. Se fosse genial eu dispensava esses recursos e pitava o papelim.

Não sabem desse causo? Os dois caipiras, viajando num ônibus numa época em que era permitido fumar em qualquer recinto ou ambiente. Vem o fiscal de viagem e lhes pede a passagem para conferência. Pede e fica esperando e o cara calado.
- Senhor, a sua passagem.
- Que”passage” moço?
- O bilhete que o senhor comprou para viajar.
- Ah, aquele pepelim branco?
- Sim!
- Ih, pitei ele!

5 comentários:

Chica disse...

Essa é muiiiiiiiiito boa e já pensaste nós com os papeis das inspirações???Ainda bem que não fumamos...Mas aqui, corro o risco de lavar na máquina,rsrs...abração,chica

Claudio Poeta disse...

Cacá, como é bom ficar a disposição da inspiração, né? Seja no note, no caderno, no papelim, é maravilhoso. Parabéns, amigão - Abração

Tais Luso disse...

Cacá: eu sou daquelas que leva agenda e caneta na bolsa. Já tomei nota de idéias em receituário médico, notinhas do supermercado, extrato de banco, nota fiscal... Só não anotei em papelim, ainda.
Muitas vezes presenciamos situações muito boas, que dariam uma boa crônica, mas ao chegarmos em casa, cadê a memória?

Bjs
Tais luso

Maria Emilia Xavier disse...

Oi,Amigo
Eu já comentei esta maravilha lá no RL. Estou aqui para te deixar um beijinho e confirmar como ando perdendo o bonde. Só ontem vi seu Blog, muito legal. Já estou te seguindo. Aparece no meu: .
Ah...Prepara ou escolhe um trabalho - um só não,quantos quiser - e vai me mandando para enfeitar meu blog com a sua genialidade, vou adorar.
Beijos.
Milax

Elaine Barnes disse...

Muito bom! Também faço isso, não sigo um estilo. Tenho agenda de trabalho, papéis espalhados na bolsa em casa...Quando uma frase ou alguma idéia atravessa minha mente,anoto. rs...O que vier escrevo, seja lá o que for, até um "escalpo" Voc~e está certíssimo. Adorei seu tema e me identifiquei.
http://nasasasdacoruja.blogspot.com/2010/01/bem-devagar-fui-cortando-seu-cabelo.html

Montão de bjs e abraços

Web Statistics