sexta-feira, 24 de setembro de 2010

DESPEDIDA


Vai em paz , ó pai dos inquietos*
Tu que me absorvestes tantos anos, me absolve agora
que te concedo ao seu José
Um catador que se alimenta de sobras fétidas,
cacos de consumo insensível
Ele que também tem na palavra um prato feito
enquanto espera quem lhe compre sucata
colhidas nas manhãs que independem de meteorologia
para levar arroz feijão e letras aos filhos
na idade das bolsas de comer e estudar.


(*Meu dicionário Aurélio que me acompanhava desde 1986 e agora (de tanto ser usado, ainda bem) se tornou irrecuperável).

10 comentários:

Tati Pastorello disse...

Oi Cacá, quase comecei a rir, mas então uma sensação que não era de graça me tomou, rir, aqui, seria escárnio. O que você falou de forma divertida, tem ainda uma profundidade que me dói. Imagino que foi essa mesma sua intenção... Vá em paz, ó amigo Aurélio! Que não vire sopa de letrinhas...
Agora o outro assunto: Já estou de volta. Cadê o Arcanjo? Queria também agradecer sua gentileza em esperar meu retorno para postá-lo. Gostei mesmo, muito, dele!
Beijos.

Chica disse...

Rs...essa despedida(FINALMENTE) foi legal! Já tens o novo,né? lembro da história!abração e não chora!rs...chica

pensandoemfamilia disse...

O que fazer, não é mesmo? Só nos resta a despedida e sua veio acalhar nesta forma tão sua.
Abraços, bom final de semana.

Toninhobira disse...

Pegadinha né amigo? Viajei até por Itabira e sua vizinhança de Belô,logo no inicio e me delicio numa boa gargalhada, para esta Sexta feira primaveril.Belo humor e bom fim de semana.Um abraço.

Isadora disse...

Ah, Cacá tenho imenso apego ao meu dicionário, que me acompanha a menos tempo, mas que é companheiro constante. Que bom que o usou bastante e agora é momento de dar lugar a um novo companheiro, mas novo!
Se todos tivessem o hábito de ter o dicionário como companheiro...
Um beijo

rosa pena disse...

adorei; tb tive vontade de rir... bom demais..beijos..rosa
ps: o texto primavera não abriu no blog..
outro beijo
rosa

Maria disse...

Bem amigo, tudo tem um fim, não é verdade?
Tenha um maravilhoso fim-de-semana
Bjs do tamanho do infinito
Maria

Jaime Guimarães disse...

Eu tinha um dicionário do Celso Pedro Luft que me acompanhava desde o primário ( hoje "fundamental I") e infelizmente não foi seu José que o levou.

Malditos cupins e traças!

Abs!

DEVA disse...

Despedida em gran estilo... hehe. O ‘pai dos burros’ deve estar muito feliz com a homenagem lá no céu dos livros.

Adorei seu blog! Intenso. Polêmico. Prometo que volto sempre

Beijos
Deva

Web Statistics