segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

CLASSES SOCIAIS

imagem google

DEPOIS DE MAIS UM PASSEIO NO SHOPPING

Descobri que a divisão de classes em A, B, C, D e E só serviu até agora para o preconceito, a discriminação e o endividamento progressivo.

21 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

hahaha verdade. todo mundo almeja ser A. se não é, faz tudo para ser e já viu né rs.
mundo bom seria todo mundo igual. não forçadamente via comunismo, mas um mundo mais justo.

abraços e bom dia!

Chica disse...

E eu tenho visto que os das classes mais baixas fazem de tuuuuudo, se entalam pra ter maiores tvs, melhores eletrodomésticos e tudo mais,... As lojas facilitam e eles se encalacram...abraços, linda semana,chica

Bruno disse...

Cacá estava devendo uma visita ao seu belo blog. Realmente a divisão das classes sociais somente serve como uma forma de segregação. segregação está que começa no acesso ao conhecimento.
Aproveito a oportunidade para lhe informar que o site Los Burrachos (www.losburrachos.com.br) em breve estará no ar. Aguardo sua visita.
Abrax. Inté.

M. Sueli Gallacci disse...

Cacá Parabéns pelos "dizeres" e parabéns pela foto ilustrativa.

As diferenças sociais é realmente uma coisa gritante em nosso país. Dizer isso já se tornou um clichê, mas eu convivo com isso diariamente de um jeito mais contundente e ainda não me acostumei.

A mim parece que os pobres continuam cada vez mais pobres e os ricos cada vez mais ricos, embora as “estatísticas” governamentais tentam nos fazer engolir o contrário. Vejo que os ricos desejam manter os pobres sempre no mesmo patamar para bem servi-los. Pelo menos é essa a realidade aqui na minha cidade.

Um beijo enorme.

Yasmine Lemos disse...

Este alfabeto é cruel, todo mundo sem querer sair do A e sem querer aprender como se vive no "ipicilone" rss
ó vida ,ó sorte!
abraços Cacá uma ótima semana

reinodalira disse...

Contigo e não abro, amigão Cacá!... Vou citar uma musiquinha também: "Analisando essa cadeia herditária
Quero me livrar dessa sitaução precária.(biz)
É que o rico cada vez fica mais rico
E o pobre cada vez fica mais pobre
E o motivo todo mundo já conhece
É que o de cima sobe e o de baixo desce!(rsrs) Desculpe a brincadeirinha, é que eu não pude evitar!... Essa música era de um grupo dde Axé chamado "As Meninas" Um forte abraço, amigo!!!

Marcio JR disse...

E, para te ser sincero, não sei qual situação que ocorre em mair escala, se o preconceito, a discriminação, ou o endividamento. A discriminação é praxe, e quando alguém rotula, tipifica ou monta um "ranking", fica ainda mais evidente. O preconceito vem no arrasto disso tudo, e o endividamento... bem, muita gente gasta o que não tem para ascender a outras classes, achando que, com isso, melhorará seu status. Ledo engano, pois de nada adianta "mudar de classe" arrastando uma dívida que, brevemente, o afundará novamente. Vive-se de aparências.

Perfeito, Cacá. Abraços.

Marcio

Beth/Lilás disse...

Perfeito! Também vejo isso, só não vê quem não quer ou acha que o que está acontecendo neste país é algo maravilhoso, como 'nunca antes na história desse país'.
Eita povo bobo!
Enquanto isso, os cartões de crédito levam as pessoas à loucuras.
bjs cariocas

Renata Diniz disse...

Fico pensando em quem ganha menos e gasta mais do que aquele que recebe mais. Abraços.

José María Souza Costa disse...

E eu, fico aqui pensando. De que classe eu sou mesmo? Acho que ainda não me encontraram para " taxar" na minha cara, a minha classe.Por enquanto eu "tô" aqui. Nem o censo me entrevistou. Então eu acho que sou um " desclasse"
Cacá, um abraço querido.

pensandoemfamilia disse...

Classe, "status" desejos, necessidades.
Houve um tempo que quem tinha grana adquiria certo bem , e pronto. Hoje marketing,publicidade vende desejos, sonhos e o banco vai endividando "meio mundo"...
Abraços.

Cronicando disse...

Bem observado, Cacá. E olha que a palavra de ordem na atualidade é inclusão social. Como exercer a inclusão em meio a preconceito?
Abraços! Kenny Rosa (http://cronicandocomvoce.blogspot.com)

Betha Mendes disse...

A igualdade social está cada vez mais longe, e uns vão brincando de "ser" e de "ter"!

abç

Betha

Geyme disse...

É Cacá... essa época é linda (mesmo nao tendo eu preceitos religiosos); adoro ver as ruas iluminadas, enfeites pendurados, as comidinhas especiais de natal, mas odeio literalmente o consumismo desenfreiado, essa massa "compradora" perambulando nas ruas, gastando o que nao tem, sustentando a máquina e reclamando durante o próximo ano que está endividado....
Todo ano é a mesma coisa, mas é como vc disse, tem todos os tipos de classes, e nao importa quanto maior ou menor sejamos, eles sempre chegam até nós!!!!!

Grande beijo, amigao!!!!

Mari disse...

Cacá querido...

Verdade mesmo meu amigo!
Tristeza isto!
Um beijo

Celina disse...

OI cacá um bom dia, estava imaginando, o comercio para lucrar, basta ter como cliente uma grande familia, te garando se um dos membros chegar em casa com um televisão ultimo modelo toda familia vai querer, foi o caso do micro ondas todos da familia possui, só escapou eu, como dona de casa as antigas francamente eu não acho tanta utilidade, só serve para fazer pipoca e guardar o pão, os homens são os carros se o primo comprou por que não eu? Um abraço carinhoso, Celina

Jaime Guimarães disse...

Cacá, tem um shopping aqui em Salvador ( até recentemente o maior da cidade, mas até hoje um dos mais frequentados, senão o mais) que vemos claramente essa divisão.

No piso "térreo", com algumas lojas mais populares, predomina a "classe C e D".

No segundo piso, com mais variedade e lojas um tantinho mais "enjoadas", a classe C subiu a escada rolante e a classe B tá lá faz tempo;

E no terceiro piso, onde tem lojas de grife, joalherias, ah, meu amigo, é "só a burguesada". Neguinho e branquinho que tá no piso 1 e vai subir pro piso 3 é seguido pelos seguranças...( eu já vi uns armários chegarem "mais junto" de uns moleques fora do "padrão" do vestuário e COR do setor).

E viva o crédito! Vidas para o crédito. E dá-lhe bens finitos, descartáveis. Enquanto o que realmente deveria interessar...deixa pra lá.

Abs!

Milla Pereira disse...

Olá, cumpádi Cacá. Passânu pra matá sodadi e dexá um bração pertadim. Milla

Misturação - Ana Karla disse...

Eu só tenho a lamentar por essas pessoas que almejam a classe A se endividando tanto. Tornam-se mais pobres ainda.
A riqueza estar no ser e não no ter.
Sem mais.

Xeros

Web Statistics