quarta-feira, 23 de setembro de 2009

PRIMAVERA

Eu costumo sonhar acordado também

E nas manhãs frias do inverno que já se vai

Sonho com a gentileza

Que de vez em quando acomete os homens

Fora das épocas festivas

Nesses tempos pouco amistosos

há tantos desejos que ficam só grudados na gente...

há muito de não vermos perpassarem emoções gratuitas.

Então, se um desconhecido lhe oferecer flores

Seja homem ou mulher

Não é um impulso com segundas intenções

Não precisa de desdém.

É a primavera deixando os corações mais delicados.

4 comentários:

Aliz - jornALIZta disse...

Que lindo! Palavras tão lindas quanto a própria primavera.

Beijos pro Cacá!

teresapraia disse...

Vim aqui deixar um buquê no teu Blog também....sentiu o cheirinho?
......é perfume de carinho....ficou linda tua prosa poética...quero ler mais poesia lá na tua página...rsrrrsr

SIMEI disse...

Eaê Cacá......

Mais uma bela postagem, coisa de quem tem muita sensibildade para faze-la...... Melhor que isso não existe, fora dessas maravilhas de palavras somente Pão de Queijo com Cafezim Quetim... (rs)

Abs

Web Statistics