quinta-feira, 7 de junho de 2012

LER NÃO CAUSA L.E.R.* - POESIA


PARA LER POESIA

Esfolando palavra
engolindo fonema
apressando compasso
quebrando harmonia
não leias assim um poema
não insultes a poesia

não forces tua natureza
preenchas a alma vazia
abandona a dureza
desveste  a armadura
recupera tua pureza
então, recomeça a leitura

 

Remédio ( Prendas Poéticas)

Não vos obrigueis aos versos
tampouco deveis escrever por empreitada
para não acontecer de vos escravizardes
pela palavra e ela vos dominar
deveis, ao contrário, cavalgá-las
docemente, sem freio, esporas, arreio, em pêlo

Se iniciais vossas prendas poéticas
deixai escrever toda palavra, todo verso
todo poema, toda prosa
deixai assim sair como colostro
antes do leite mais puro
Os primeiros serão, quase sempre, desabafo e desatino
Quanto mais escreverdes tanto mais primor.
Talento é luxo das virtudes.
Não espereis condecorações
nem prêmios ou méritos
o mundo é infame
leitores escassos

Evitai o escárnio, deletério, ultraje,
bajulação, incensação, arrogância
poderíeis atrair apatia, adoecer almas

contudo, nada vos é defeso
apófases, catáfases, antônimos
e tudo mais que for expressão vossa

Não declineis, nunca, à ignorância
podendo, doai livros, emprestai dicionários
jogai uma corda
a palavra acolhe
a palavra cura
a palavra salva


Paulo Adão (in memorian)
Poesia Doida de Ser
Minha homenagem ao meu irmão
1959/07/06/2011


* LER - Lesão por Esforço Repetitivo






Desejo a todos um excelente final de semana. PAZ E BEM.

27 comentários:

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Uma belíssima homenagem Cacá!
Versos fortes e repletos de reflexão.
um ótimo feriado para ti.
abração com carinho

✿ chica disse...

Muito lindo,Cacá!! Não causa LER, faz muito bem ler..abração, ótimo feriado,chica

Célia Rangel disse...

Uma rica e serena homenagem que você faz, poetando ao seu querido irmão. Com certeza ele lê junto a você!
Abraço, Célia.

Samara Bassi disse...

Homenagem tão rica
tão livre
tão sua
tão minha
tão nossa
tão do mundo,
porque não há ninguém que não se curve
para reverenciar tamanha boniteza.

Beijos na alma, amigo querido,
Sam.

Berzé disse...

Bom lembrar assim na prática, postando belos escritos.
Abração, Cacá!
Berzé

pensandoemfamilia disse...

Como é bom homenagear os que nos caros.
Homenagear oa que pemanecem vivos
na alma e nos feittos deixados.
bjs,

pensandoemfamilia disse...

Como é bom homenagear os que nos são caros.
Homenagear oa que pemanecem vivos
na alma e nos feittos deixados.
bjs,

Celina disse...

OI CACÁ, QUE BELA HOMENAGEM, E QUE VERSOS INTELIGENTES CHEIOS DE SABEDORIAS, VC ESTÁ BEM ? ESPERO QUE SIM, VAI UM ABRAÇO DE MUITO, CARINHO DA AMIGA CELINA,

Tais Luso disse...

Muto bonito, Cacá!
Bela homenagem a sua. Tantas verdades ditas...
bjs, amigo.

Valéria disse...

Oi Cacá!
Que bela homenagem! Ao poeta a poesia!
Abração e um ótimo fds!

Luma Rosa disse...

Uau!! Que rítmo, clareza e inteligência na escrita!! Viu porque gosto de blogar? Aqui encontro o que cavaria anos para encontrar nas bibliotecas e, olhe lá!!
Seu irmão tem livro publicado?
Respondi no blogue o seu comentário e deixei uma fotinha dos irmãos Bernardo para que seja melhor reconhecidos pelo seu sobrinho.
Bom fim de semana!! Beijus,

lis disse...

Oi Cacá
Uma homenagem deliciosa, uma estrela citando versos no céu.
... e como preenche a alma , assim 'docemente'
Ri muito com o 'encorpado com recheio mole' kkk
voce é D+ rs
um abraço e boa semana

lis disse...

Oi Cacá
Uma homenagem deliciosa, uma estrela citando versos no céu.
... e como preenche a alma , assim 'docemente'
Ri muito com o 'encorpado com recheio mole' kkk
voce é D+ rs
um abraço e boa semana

Calu disse...

Ler poesia,deixá-la nascer, receber as palavras que se aninham n'alma, é nutrição necessária; dela nutriu-se o poeta,lindamente.

Bela homenagem, Cacá.
Bjos,e ótimo fim de semana.
Calu

Marcio JR disse...

Cacá, se me permite dizer, Paulo foi um dono da palavra.

Ao ler cada verso, me vi em um poema, não escrevendo, mas lendo de dentro para fora. E ví o quanto erro na leitura, na dedicação ao verso, no respeito à palavra.

Erro muito, também, ao escrever. Neste, sou falho ao não manter comedido. Tão fácil manobrar a palavra, que nos perdemos nela na primeira curva sinuosa.

Paulo Adão foi um poeta que conheci tardiamente. Gostaria de ter acompanhado seus passos de início, de principiante, e, principalmente, gostaria de ter aprendido a poetar com ele.

Deixo aqui a minha homenagem a ele, junto da sua, que tão belamente, mantem viva a palavra de teu irmão.

Grande abraço, meu amigo/irmão.

Marcio

Cores da Vida... disse...

Seu irmão tinha (tem ainda) toda a razão...!! Linda homenagem essa sua!!
Beijos e boa semana,

Smareis disse...

Oi Cacá!
Uma grande homenagem fizeste.
Versos maravilhosos.

Grande abraço amigo!

Ótima semana!

Casal 20 disse...

Delícia de ler! Mais um presente maravilhoso em versos do teu saudoso irmão.

Abraços sempre afetuosos.

Fábio.

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Já vi que o talento com as letras é de família. Que bela declaração de amor à palavra e à poesia. Lindo demais. Parabéns a vocês dois.

Vivian disse...

Olá,Cacá!!

Ah!Um poema merece ser lindo bem devagar, saboreando cada palavras!
Bela homenagem!
Beijos!

Celêdian Assis disse...

Olá, meu amigo querido!

Paulo Adão sabia das coisas, sabia do sentido e do valor da poesia, dela por si mesma e para o seu criador e sabia que o leitor para se encantar deve também ter poesia na alma, torná-la pura para sentir o que poeta depositou de sua alma, em cada palavra, em cada verso. Está ai, tudo explícito nas belas poesias que ele deixou.

Mantê-las vivas e deixá-las à luz, é por certo a maior homenagem que um poeta poderia desejar. Belo gesto de amor o seu.
Um beijo, meu querido amigo Zé.
Celêdian

Toninhobira disse...

O Paulo vai ficar com suas palavras tão bem campeadas em selas douradas e freio de prata,com redeas do melhor sisal.Bela lembrança Zé.Ele deve estar feliz pelo legado.Um abração de paz e luz.

Smareis disse...

Olá Cacá,

Muita bela sua homenagem.
Gostei imenso.

Abraços e ótima semana!

Web Statistics