quinta-feira, 22 de setembro de 2011

OS CHIPS

imagem google

De uns tempos pra cá, depois que a nossa vida fora do sagrado recinto do lar virou um big brother, eu fico contando os lugares aonde vou que não tenha uma câmera me filmando. Tudo em nome da minha segurança. Segundo o poder público é para inibir um pouco o crime e identificar criminosos. O elevador, a padaria, o açougue o supermercado, a loja, o banco, o shopping inteirinho, as ruas movimentadas, tudo filmado e aceito por todos para garantir o ir e vir teoricamente livre das pessoas ou então garantir que seja identificado e preso aquele que cometer uma infração. Ninguém reclama da privacidade invadida, pois o benefício seria para todos. Tem uns lugares que ainda pedem para a gente sorrir. Acho que nem o técnico da Alemanha reclamou quando foi flagrado comendo a própria meleca do nariz na copa do mundo que passou. Não escapamos mais  da vigilância.

A última intenção anunciada (e muito aplaudida) é que os presos em liberdade condicional vão ter que usar um chip no tornozelo para serem monitorados. O dono de uma empresa privada qualquer pode não querer que em sua sala não se filme nada. Ali é um espaço privado, pago por ele. Agora pergunto: e nos gabinetes de vereadores, senadores, deputados, prefeitos, governadores, presidentes e juízes? Lá que é pago com nosso dinheiro, a função deles é pública (não teriam absolutamente nada a esconder durante o seu trabalho, não é mesmo?) E por que não podem ser monitorados? Por que a nossa privacidade (que somos os pagadores da conta) pode ser invadida e a deles não?

Quando vejo uma CPI ou um julgamento de um figurão e eles usam na defesa a invasão de privacidade por terem sido flagrados numa tramóia por uma filmagem me sinto tão pequeno e indefeso que me comparo à meleca.

24 comentários:

Beth/Lilás disse...

kkkkk
É, a gente fica reduzido a uma meleca mesmo diante de tanta cara de pau desse maleditos!
Noutro dia comecei com esta mania de observar câmeras por onde eu ia e fui ficando preocupada, tem câmeras demais em tudo que é lugar, nem sei se funcionam, mas intimidam muitas vezes, principalmente em elevadores que você não pode dar bobeira, senão o porteiro poderá ver você arrumando certas coisas. hehehe
beijocas cariocas

J@de disse...

Tem certos questionamentos que quando eu leio vai me dando uma raiva à medida que leio porque eu simplesmente não consigo entender...
Nossa passividade realmente é de irritar!!
Aí é só nossa melequinha que fica invadida...
Beijos!!

Toninhobira disse...

Imagina uma camara de alta definição,mostrando as propinas nas cuecas,isto seria filme pornô.Imagino o que estes picaretas falam e fazem nos gabinetes(que me acuse o Senador). Mas Zé a coisa pegou assim rapidim, e ninguem viu e nem gritou,elas estão por todos os lados.Privacidade já era.E dizem que tem ricões colocando chips para a questão sequestro,pois serão monitorados pelos GPS.E até um celular já nos posiciona amigo.Imagina aquelas fugidinhas...
E tudo em nome da nossa segurança.
Me façam uma garapa.
Um abraço amigo e toda paz.

MARILENE disse...

Eles têm tantos argumentos para defender sua privacidade, para vetar imagens e até notícias. Por que será? Quem age de forma tão honesta, defendendo nossos interesses, nada tem a temer, não é? E o direito de permanecer em silêncio? Esse então, me dá úlcera.
Bjs.

Thiago Quintella de Mattos disse...

A gente percebe que as leis - por sua quantidade e intensidade, sempre voltadas para as elites que governaram o Brasil - transformam o réu em vítima!

。♥ Smareis ♥。 disse...

Realmente eles nós faz sentir uma meleca. A nossa privacidade acabou e o crime aumentou.Os bandidos não intimidam nem com as câmeras. Esses dias passei numa loja pra fazer alguns pagamentos, e percebi que perto do vestiário tinha câmeras. Perguntei a vendedora qual a razão da câmera, ela disse que é devido o Natal chegando, e tem muitos roubos de peças íntima no provador. Fiquei pensando até onde nossa privacidade vai... Somos sombra de nós mesmo.É muito triste isso! Enquanto que os governantes fica a solta fazendo tudo por detrás dos panos. As vezes me sinto uma virgula diante disso tudo. ótimo texto Cacá. Beijo grande!

PS. deletei um cometário porque entrou sem eu terminar de escrever. rsrsrs.

✿ chica disse...

Eles tem esse poder sobre nós e o respeito com que tratam o povo nos faz sentir assim...simples melecas, pra falar bonito,srrs abração,chica

Vivian disse...

Bom dia,Cacá!!

Tanta vigilância é abusivo...mas o povo acaba concordando...porque acredita que é para o seu próprio bem...O mais engraçado, é que não aumentou o número de prisões...mas...
E os políticos..não tem interesse nenhum em serem vigiados...rsrsr
Beijos!!

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

bom dia Cacá!
perfeita sua descrição.
quem precisa ser realmente vigiado não é.
uma excelente quinta-feira para ti.
abração

Andre Martin disse...

Primeiro, carreira de "homens públicos" deve ser sim bem pública, e transparente para todos seus representados.
Políticos não podem fazer na vida pública o que fazem na privada!

Segundo, bem mais polêmico, sou a favor das câmeras de vigilâncias sim. Não aprovo se o conteúdo for visto sem sigilo ou usado para qualquer outro propósito que não seja da ordem pública e para coibir e desvendar crimes.

Sei que lugares onde tem vigilância, ladrões evitam. Quem faz coisa errada, não quer ser flagrado nem identificado. Detesto vidros fumês (com insulfilmes) nos carros. Quem só age certo, não tem nada a esconder.

Eu fui educado acreditando que tudo que eu fazia, Alguém estava olhando e sabendo. Portanto, eu que fizesse bem, sempre.

Como cantava o sábio Raul Seixas (em Para...nóia):

"Minha mãe me disse há tempo atrás
Onde você for Deus vai atrás
Deus vê sempre tudo que cê faz
Mas eu não via Deus
Achava assombração!...
Eu tinha medo!
Vacilava sempre a ficar nu lá no chuveiro, com vergonha
Com vergonha de saber que tinha Alguém ali comigo
Vendo fazer tudo que se faz dentro dum banheiro"

Deus = o primeiro BIGBROTHER (ou seria BIGFATHER?), e sempre

Meire disse...

Cacá, meu amigo! Realmente nos sentimos abaixo do chão, mais bem abaixo mesmo. Se nós temos que viver em pleno BBB fora de casa pq os políticos tbm não o podem? Será que eles não têm um ângulo bom para aparecer, ou a malandragem deles é que não?

Que essa estação que se inicia traga muitas coisas boas pra vc e sua família, bjokitas com carinho :)

Cecília Romeu disse...

Oi Cacá,
brilhante texto! Muito bom mesmo!
Pois é... quem tem cargo público, incluindo os políticos, deveriam ter "camerazinhas" em tudo que é lugar, no gabinete, etc..., mas é claro que isso não vai acontecer... Mas olha, daria uma bela novela o que veríamos, não? rsrs

Em estabelecimentos comerciais é importante sim, para intimidar a violência, roubo, etc.. é a realidade.
Mas estamos mesmo num Big Brother, tens razão!

Cacá, estimo melhoras a teu pai. Fico torcendo por aqui!
Grande abraço e obrigada pelas palvars por lá!

Nuvembranca disse...

Este é o efeito de um sistema de proteção e segurança pública que além de ineficiente faliu! E nós pagamos o pato! Ou melhor... A pizza!!!!! Beijos.

Bixudipé disse...

Cara, nunca havia pensado nisso! Adorei a indagação!

Abração,

Rodrigo Davel

Hope* disse...

Cacá, que boa ideia essa.
Sem dúvida será mais útil do que apreciar a refeição do nariz alheio (eca).

p.s
kkk, eu tinha uma câmera dessa focando a porta do meu apartamento, instalada pelo síndico vizinho de parede...
já não dava para tirar o lixo de casa só de camisola e descabelada...
E nos elevadores? Não dá para contabilizar os micos...
Rs

Bjoos!

Jaime Guimarães disse...

Olhe, Cacá, eu adoraria ver ao menos em quem e no que esses deputados e senadores VOTAM. Com isso aí eu ficaria até satisfeito - não muito, é verdade.

Mas você viu que até os deputados não escapam às câmeras? Foi em um telejornal - acho do SBsTeira - que mostrou o que os deputados fazem enquanto tem um colega discursando. Tinha um jogando paciência no notebook. Outros, no twitter e facebook. Eu quero que flagrem algum acessando site de mulher pelada, aí teremos um caso daqueles! =D

Um abraço!

Vera Lúcia disse...

Com razão, Cacá.
Privacidade virou regalia daqueles que, de fato, precisam ser monitorados.
Nossa vida, fora de casa, se transformou mesmo num reality show.
Abraço.

Celina disse...

Boa noite Cacá, agradeço a visita e o lindo comentário. Cacá é isso mesmo, é tanta coisa errada que nos sentimos mesmo pequenos. Um abraço Celina.

Milla Pereira disse...

Xi, Cacá! Ando me sentindo em um Big Brother, 24 hs por dia. Olhada, vigiada, monitorada. Se é pra nossa segurança, vá lá! Oi, amigo, passei pra lhe desejar uma primavera com muitas flores, cores e amores. Xêros, Milla

Cartas de Julieta disse...

Cacá,

Houve uma época em que sabíamos tão pouco sobre os nossos políticos. Toda informação nos era negada... Aliás, não havia representantes do povo, eleitos por ele. Mas, ainda assim, saíamos às ruas a exigir mudanças...

Por que será que, hoje, apesar desse imenso "Big Brother", nós nos mantemos nesse silêncio sepulcral?

Onde estão os "Caras Pintadas" de outrora e por que não fazem uma imensa faxina nesse país, já que motivos nós temos de sobra? Bjs

Pedrita disse...

pela segurança câmeras são interessantes, mas q é uma chatice ser sempre filmado é. e fico imaginando se alguém assiste tudo aquilo. acho q só se algo acontecer. o resto vai ficar guardado ocupando espaço. beijos, pedrita

Lívia Azzi disse...

Olá, Cacá!

Muitas situações nos fazem sentir uma meleca, mesmo! A política é um bom exemplo. Até quando vamos permitir essa lambuzada toda desse povo usufruindo do poder sem nos manifestar efetivamente para uma mudança real?! Há que se ter mais textos, manifestações e posicionamentos assim.

Abraços.

Maria Emilia Xavier disse...

Adorei: "TEM UNS LUGARES QUE AINDA PEDEM PARA A GENTE SORRIR"... AHahah... Ah meu amigo, eles são tão crentes em nossa "babaquice" de MANSIDÃO , Povo ordeiro, que agora esses lugares estão acabando, eles colocam as "VIGILANTES" e pronto.Você se sente uma "meleca"? Feliz você pois eu me sinto um "NADA", um ser invisível e sem dedinho mindinho. Você acredita que eu fui transferir meu Título Eleitoral e como a imagem digital do meu dedinho mindinho não conseguiu da primeira vez ser capturada pelo computador a ordem que eles tinham era, não insistir e marcar como se eu não tivesse esse dedinho, como não aceitei - na hora que fui não tinha fila, então não havia pressa - ela fez mais três tentativas e acabou não conseguindo então, marcou como se eu não tivesse meu dedinho e não havia como fazer uma observação. O Técnico que bolou o formulário da máquina é povão e não está nem aí. Já em casa conversando com minha vizinha e mostrando minha indignação, ela me diz:"Ah, que é que tem, é só o dedinho..." Aí a idiota aqui, tenta mostrar a ela que hoje é o meu dedinho,amanhã é minha mão e depois o meu ir e vir, e depois...e depois... Ela me responde:"ah, lá vem você com suas idéias terroristas, não vai acontecer nada..." Então, meu amigo, eu chego a seguinte conclusão: o brasileiro muitas vezes merece mesmo é ser tratado como "Pó DE MERDA".

Web Statistics