sábado, 3 de dezembro de 2011

PAIXÃO É REMÉDIO OU VENENO?

A paixão, minha gente,  não serve para guiar a vida de ninguém de sã consciência. Se alguém lhe disser que outro alguém faz cuidadosamente algo de que muito gosta com paixão, pode retrucar, pois aquilo é feito com amor. Amor é próprio de quem cuida, ensina, aprende e liberta. Principalmente libertar para aprendizados.

Estou acompanhando o final do campeonato brasileiro de futebol e sentindo (na pele, pois sou torcedor do Cruzeiro) o que é um mundo movido pela paixão. O torcedor apaixonado é o retrato mais fiel do que pode alavancar ou destronar um time em poucos dias. Deve ser por isso (também) que dizem que a diferença entre o remédio que cura e o veneno que mata está na dosagem.  Não há racionalidade absolutamente nenhuma em seu comportamento diante da equipe que ele diz amar tanto. Estamos assistindo a uma guerra campal pelo título e na parte de cima da tabela de classificação a referência para analisar fica ruim.  Ali a paixão está se comportando como amor verdadeiro. Está sossegada, irradiando suspiros febris e olhares brilhantes, irmanando afetos e desafetos, libertando gritos e curando problemas sublimados temporariamente.

Descendo pela tabela onde está o risco de rebaixamento é que vemos o estrago que as loucas paixões provocam. Uma rodada de jogos e lá estão os torcedores dizendo que seu time é uma merda, o técnico tem que ser mandado embora urgente, que tal e qual jogadores devem ser dispensados  porque não jogam absolutamente nada (até o juiz é poupado nessas ocasiões, onde se reconhece a fraqueza do time).

Basta uma vitória na semana seguinte, quando aumentam as chances de se permanecer na série A no próximo ano para chamarem o time de guerreiro, os jogadores de lutadores, gritarem o nome do técnico em quase canção e o juiz passa a ser espinafrado por não ter dado “aquele” pênalti, pois aí a vitória poderia ter sido por placar ainda mais dilatado.

Nessas horas, tento evitar as analogias mas me é impossível. Penso nos relacionamentos afetivos e profissões de fé religiosa, no quanto a paixão inicial não amadurece a ponto de firmar convicções e vontades próprias, equilíbrio entre emoção e racionalidade no correr da vida (que não é campeonato mas tratado como se fosse). Há, não raro, uma coincidência de comportamentos impulsivos, imaturos, onde o erro e a culpa estão sempre do outro lado.

21 comentários:

Denilson Almeida disse...

Oi amigo. Já sigo seu blog e ate recomendo faz tempo.Tens um blog muito bom.Parabéns.Peço ao amigo que visite o meu blog e se poder por gentileza siga e recomende.Um grande abraço e sucessos no blog.
http://blogdenilsonalmeida.blogspot.com/

Aleatoriamente disse...

Belo exemplo Cacá.
Também concordo contigo:" A paixão, minha gente, não serve para guiar a vida de ninguém de sã consciência".

No amor eu abraço a causa, porque é parte tão conhecida minha.
E ele é calmo, sem alardes, simples e belo.

Mas não entendo nada de jogos, e por tanto essa tua amiga aqui não irá comentar este assunto. Rsrrs perdão amado.

Mas quero frisar, que te tenho num carinho especial, aquele de um amigo querido, muito querido.
Te deixo um beijo com carinho.

Fernanda

pensandoemfamilia disse...

Oi Caca
Acho a paixão o que nos impulsiona na vida, mas precisa ser desnovelada dos sentimentos que podem levar ao fanatismo.É o tal paradoxismo humano....
bjs,

Pedrita disse...

tudo o q exagera é ruim. amar, se apaixonar é muito bom. mas se escravizar no q acredita, se dilapidar pelo o q acredita, destruir pelo o q se apaixona, não é saudável. beijos, pedrita

Miriam de Sales Oliveira disse...

A paixão,Cacá,é uma doença dos sentidos.Paixão é fanatismo e fanatismo é paixão;ambos não levam a nada de bom.
O amor começa com paixão,cujo nome real é tesão; com o tempo se purifica e vira (ou não) aquele amor eterno q/ acompanha os amantes que se entendem.
Cuidado,afeição,compartilhamento. bjs

Néia Lambert disse...

Confesso que tenho medo da paixão, essa que anuvia os olhos, faz perder o sentido da razão e em se tratando de times então, meu Deus! não quero não!

Um abraço.

DEVA disse...

Ah, Cacá! Estou sofrendo por esse veneno!
Sou Corinthiana, daquelas que adoram futebol e gritam com a televisão.
É mesmo uma coisa irracional, imatura, que como nas paixões dos relacionamentos faz o ser perder a razão e o bom senso.

Eu até curto bem, na esportiva. Mas tenho amigos fanáticos.
Tenho uma amiga palmeirense que fica incomunicável quando o time perde.
Não sei como vou fazer para consolá-la amanhã!

Toninhobira disse...

Urge que extirpe a paixão para que ela não nos leve ao fracasso.Perde-se o tino e o prumo,ai o rumo ja foi amigo e fica esta coisa fanatica nos assombrando.Cá sofrendo com as cores do Azul nesta coisa de futebol.Aquela gozação de nunca caimos me assusta.Mas vamos que vamos na Costa do Jacaré para ver como fica.
Bela reflexão amigo.
Saudações celeste.

Vera Lúcia disse...

Olá Cacá,

Então somos colegas de torcida. Não sou fanática, só não gosto quando o cruzeiro perde para o atlético (rsrsrs).

Acredito que a paixão é insana. Prefiro ser governada pelo amor.

Tenha um ótimo final de semana.

Abraço.

Lúcia Soares disse...

Mas com o futebol não tem jeito, quem é fanático tem paixão pelo time.
A paixão avassala, desnorteia, e o resultado dela nem sempre é o gozo, o delírio.
Não gosto dos arroubos dos torcedores, que são assim mesmo: endeusam ou jogam no limbo.
Admiro a minha torcida, a que sofre há anos e ainda assim ama apaixonadamente o seu time.
Bom domingo!

Berzé disse...

É tão melhor bater uma bolinha numa tarde de verão! Quem elegeu os Perrelas da vida senão pobres torcedores viciados em uma vida de segunda mão? Repito: é melhor bater uma bolinha ou ver um joguinho bem mal jogado num campo de vársea qualquer.
Abração, Cacá!
Berzé

* Maria Edméia * disse...

*Querido Amigo José Cláudio ou ...

Cacá !!! *

*Como você está ?! Tudo

melhorando ?!

*José, acredito que a paixão

seja uma doença, um veneno, um

comportamento desajustado !!!

*Garoto, tenhas uma ótima

semana na companhia dos teus !

*Fiques com Deus.

*Um abraço.

Maria disse...

A paixão quanto surge quebra a razão.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Valéria disse...

Oi Cacá!
Muito sensato seu texto, suas palavras! A paixão é uma faca de dois gumes, ao mesmo tempo que impulsiona, cega e nos faz agir impulsivamente, o que nem sempre é bom.
Abraço e um lindo domingo!

Beth/Lilás disse...

Oi, Cacá!
E por aqui, faltando poucos minutos para o jogo Flamengo X Vasco, a turma já se prepara com bandeiras enormes nas varandas e gente em bares com telas gigantes. O barulho daqui a pouco será quase igual do Engenhão.
Agora se o Flamengo perde, haja palavrão! Gosto não!
abraço carioca

Denise disse...

A dose da paixão pode ser mais letal do que seu objeto apaixonante, em si. A paixão desvia, impulsiona e cega...muito mais do que o amor, que é sereno, não possui, não aliena, não nos torna fanáticos...
Por essas e outras, deixei a torcida para quem aprecia melhor do que eu os rompantes e explosões...
Boa sorte pra teu time...que nunca te seja veneno a paixão...Bjs

Suely disse...

Ainda ontem conversava sobre isso com um amigo, sobre a paixão. Que quando vem, arrebenta com tudo, muda um bocado de coisa na vida. É irracional. Mas passa, às vezes mais rápido do que a gente imagina. Mas, todo amor começa com uma paixão? Um abraço, amigo!

Tatiana disse...

Eiiita post "bao so"...rs!!!!
A paixão....ai..ai...não sou muito fã não, pra dizer a verdade, prefiro estar no comando, sempre que perdi o controle me ferrei...rs, e a paixão me rouba essa qualidade que tanto aprecio...rs.
Como você mesmo disse Cacá, o amor é tudo de bom, ele cuida, ensina...prefiro!!
Ainda estou esperando meu livrinho chegar!!!
Beijocas!!

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi Cacá, acho a paixão perigosa, bela no começo mais não dá bons frutos. Acredito no amor porque nos ensina, nos liberta, e é sempre um aprendizado, quanto mais se ama, mais se aprende... Amo amar o amor.Deixo um beijo grande e desejo de um ótimo começo de semana . Abraço!

MARILENE disse...

Mas a paixão está muito distante da razão, motivo pelo qual não consegue ser "domada".
Também sou cruzeirense e ontem me deliciei com o resultado do jogo (rss).

Bjs.

Web Statistics