segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

LER NÃO CAUSA L.E.R. * - Gleicineide e os Livros

imagem google

Ela limpava minhas estantes e encontrou um marcador de livros que eu mandei fazer com a capa de meu livro ARCANJO ISABELITO SALUSTIANO E OUTRAS CRÔNICAS e nele consta a frase que dá título a esta série sobre leitura.

- Seu moço, L.E.R. eu já sei do que se trata, aquele negócio que dá dor em algum lugar no corpo da gente quando fica repetindo uma tarefa todo dia, toda hora. E sabe que me dá mesmo é uma vontade de ler um livro de vez em quando? Aí, chega o final de semana, minha folga, eu fico querendo tomar umazinha pra relaxar e acabo deixando pra depois.
- Faça como você faz com a cerveja. Nunca adie a sua vontade de ler. O prazer pode ser uma embriaguez que não lhe dará ressaca nunca. Já pensou nisso?
- Nó, seu moço, precisava tanto não!
- Você nunca leu um livro?
Já sim, eu me lembro de dois que a professora mandou ler lá na época do fundamental.
- Quais?
- Um foi Esaú e Jacó, o senhor conhece? Achei uma história muito boa. O outro eu gostei também, Mar Morto, de um escritor que se chama Jorge, eu acho.
- Jorge Amado!
- Esse mesmo!
- Nossa, você gostou de dois dos maiores autores da literatura, e logo nos primeiros livros de sua vida! Isso é sinal de que você só não lê é de preguiça.
- Não tô entendendo nada.
- Machado de Assis é considerado um clássico, dificilmente quando a gente o lê na adolescência tem bagagem para acompanhar suas divagações literárias tão subjetivas, profundas, psicológicas, sociológicas e sua narrativa é uma verdadeira conversa íntima com a gente quando está lendo. Jorge Amado é mais um dos grandes mestres também.
- Eu vou ler mais, sim. A gente precisa melhorar o palavreado, né, seu moço?
- É a melhor maneira de aumentarmos o nosso vocabulário, nossos argumentos, nosso pensamento passa a se organizar melhor. Sem contar o prazer que os livros nos trazem lá dentro, no íntimo de cada um.

Acabei convencendo-a, pois ela me pediu para levar A Moreninha pra casa e na semana seguinte chegou me dizendo que leu apenas dez paginas do livro mas que está adorando muito a história.
- Tem muitas palavras difíceis, né?
- O bom de ler é isso, Gleicineide, vamos aprendendo mais e mais palavras. Também o romance foi escrito no século XIX e há palavras lá que já nem se usam mais.
- Seu moço, agora eu vou lhe dizer o que eu descobri: eu parei o livro por causa da prova de legislação de trânsito que estou pra fazer. Estudei, estudei e não consegui decorar nada direito daquele monte de placas e regras de circulação. Já o livro, até as páginas que li, sei a história toda. A minha conclusão é que as coisas que a gente faz por obrigação não tem o mesmo efeito do que quando a gente faz por gosto.
- Chegou aonde eu queria, chegar, Gleicineide: é o poder de sedução que a literatura exerce. É o poder de sedução!

PS: duas semanas depois ela me disse que já passou na prova de legislação, já retomou a leitura do livro e conta com cara de insuspeita alegria cada passagem do livro que disse estar adorando, começa a ler e, se não fossem tantos afazeres não pararia enquanto não terminasse. Tomara que ao devolver peça para levar outros. Que eu vou oferecer, isso eu vou!






Gleicineide é uma personagem que criei.
*L.E.R – Lesão Por Esforço Repetitivo



37 comentários:

Maxwell Soares disse...

Poxa, Cacá. Você, sempre, a nos brindar com estes textos maravilhosos. Parabéns, irmão. "Ler não causa L.E.R" além de elucidativo é, ainda, criativo. Até...

Tunin disse...

Sempre muito significativos os teus texto, Cacá! Ler só faz aprimorar continuamente o nosso saber. Perfeito! Boa semana, querido! Abração.

pensandoemfamilia disse...

O que me fica desta sua crônica é a palavra sedução...tenho pensado sobre isto de forma ampla...
bjs

Ivana disse...

Cacá,

Essa crônica mexeu comigo, parabéns pela sua sensibilidade. Uma semana muito feliz pra você, um abraço.

Vivian disse...

Bom dia,Cacá!!

Que maravilha de texto!!!!A leitura é uma sedutora!!Incentivar sempre, independente da idade ou classe social!!Leitura sem preconceitos!!!!
**Parabéns pela personagem!!!
Beijos!!!
Bom começo de semana!!

Evanir disse...

Bom Dia Cacá.
Ontem tive o prazer de conhecer uma amiga nossa blogueira.
E já deve saber rola muito conversa entre blogs amigos.
E foi citado pela nossa amiga seu blog como um dos referenciais .
Eu particularmente venho no seu blog leio e sempre saio em silêncio.
Estive ontem na casa da nossa amiga em comum Marcia Luconi.
Um ser maravilhoso que Deus colocou no meu caminho.
Ao falar dos blogs ela foi dizendo vários amigos um deles foi você.
Me limitei a dizer leio o blog do Cacá mais sou a visita silenciosa .
Amo suas postagens adoro ler cada uma delas .
Hoje decidi te desejar uma linda semana beijos no coração.
Evanir

Pedrita disse...

eu amo ler e os q li por prazer q me instigaram a ler outros. os q li por obrigação detestei na maioria. mas tb há falta de visão da vida jovem de alguns professores. me obrigaram ler luzia homem aos 10 anos. eu, toda romântica, achei um horror uma mulher não-mulher. e achei violento. deveria reler, mas a obrigação me dá uma canseira. eu levo o livro onde vou, então acabo lendo um pouco aqui, outro pouco ali. nessa cidade maluca há esperas demais, no banco, no transporte público, no computador, aí dá-lhe ler e o tempo voar. eu tenho coleção de marcadores de livros. beijos, pedrita

Bixudipé disse...

Poderíamos ter mais acadêmias literárias e menos de musculação. O que acha, meu amigo Cacá? - rs

Abração,

Rodrigo Davel

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Ah, se todo mundo "catequizasse" (sem paternalismos) uma Gleicineide... já pensou?
Abraços, Cacá. Muito bom seu texto.

Rô... disse...

oi Cacá,

é meu amigo, incentivar a leitura é uma tarefa que só pessoas sensíveis e especiais se preocupam,
e fazem,
tomara tivéssemos muitos Cacás por esse mundo afora,
despertar o prazer da leitura é um segredo para melhorar o mundo...

beijinhos

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi Cacá, texto maravilhoso amigo. A leitura é o melhor combustível pra conservar o nosso celebro sadios, li uma vez numa matéria de um cientista, Quem ler muito sempre vai ter boa memória. Meu pai faleceu com a memória 100 por cento boa. Lia todos os dias, era sagrado as horas de leitura dele. Incentivar a leitura deveria ser uma grande prioridade dos governantes. Beijos e ótima semana.

Casal 20 disse...

Cacá, compartilho dessa alegria de ler para aprender novas palavras. Sou muito ligado a isso: palavras e suas histórias, origens e significados. Delicioso texto!

Abraços sempre afetuosos.

Fábio.

Valéria disse...

Oi Cacá!
Excelente!
Viajar nas páginas de um livro, é a melhor viagem que se faz! Nestas as emoções são exarcebadas pelos sentimentos mais íntimos!
Abraço e uma feliz semana!

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

Que belo exemplo de incentivo e apoio á leitura Cacá!
Quem dera todos os patrões fizessem isso!
Adorei sua crônica.
Postarei as fotos lá no blog quando puder dá uma passada para ver.
Obrigado pelo carinho.
uma ótima semana para ti.
abração

Toninhobira disse...

Ainda veremos a Gleicineide por aqui,com esta bela orientação/indicação.Acho que todos nós podemos fazer isto,criar e incentivar com uma boa escolha de livro.
Um abraço amigo.
Olha o tempo deu uma virada por aqui, tivemos até trovões.Penso que alguém aí é cabeça de chuva,rsrs.mas vai passar apos terça-feira.

MARILENE disse...

Estou aplaudindo! Que forma encantadora usou para narrar!
Quando lia por obrigação, não entendia e "decorava" o que imaginava ser importante (pelo menos isso eu conseguia definir). Mas quem erra são os professores, na escolha dos livros que nos indicam (obrigam-nos a ler).
Quando o fazemos por prazer, entramos em mundos maravilhosos... e despertamos.

Bjs.

LUCONI disse...

Ah Cacá como seria bom se tivéssemos a oportunidade de apresentar o mundo dos livros a todos aqueles que ainda não descobriram o prazer da leitura, é muito bom, quando eu leio um livro no seu final vou ficando com um sentimento de saudades, como se de repente tivesse que terminar uma viagem e voltar para casa, excelente seu conto, beijos Luconi

✿ chica disse...

Maravilha,Cacá e adorei essa personagem...Até o nome foi legal e combinou!!! abração,chica

Aleatoriamente disse...

Que coisa mais bela de ler Cacá! O encontro e a intimidade com um belo livro.
Seu texto me deu uma alegria na alma.
E esta moça deve estar maravilhada com o livro, eu fiquei também.
Adorei a moreninha... E quando li era bem pequenina, lá na dona Joana. E ela ainda me guiava pelo enredo da estória.
Tenho certeza que a moça irá pedir bis.rsrsrs.

Você é mesmo muito dez Cacá.
Beijinho

Néia Lambert disse...

Cacá, eu acredito que muitas pessoas precisam apenas de um empurrãozinho para fazerem parte do grupo dos amantes da leitura. É uma alegria quando conseguimos atrair alguém para esse maravilhoso mundo dos livros.

Um abraço.

Leninha disse...

Que maravilha,amigo Cacá!Muito bom o que você faz por esta moça.Ela vai se tornar uma boa leitora,com este incentivo todo.Parabéns.
Ontem postei um comentário,mas nAo apareceu aqui,não sei o que está acontecendo.
Bjssssss,
Leninha

Anne Lieri disse...

Cacá,que excelente história!Me lembrei de quando li "A Moreninha".Tinha uns 9 anos,mas gostei tanto,tanto que reli muitas vezes e acabei até decorando trechos!...rss...coisas legais de se lembrar!Adorei seu texto!bjs,

Eva disse...

Cacá querido, fabuloso teu texto, como todos, você ama a leitura e contagia a todos com esse amor, sem exceção, segue assim, Cacá, você envolve e seduz para bons caminhos. Leitura é um universo aberto para cada indivíduo, belo presente que você dá a quem convive contigo. abraços e parabéns!

lis disse...

Oi Cacá
saudade de voce!
e dos seus contos, crônicas e mensagens sempre positivas.
Gostei da Gleicineide rs plo que parece gosta de dar nomes inusitados aos seus personagens !rs tomara tenhamos muitas glicineides interessadas em boa leitura nao ?
passo pra deixar aquele abraço de Natal, bem apertado e reafirmando que sua amizade me faz muito bem, eu agradeço e fico muito feliz com sua companhia nas madrugadas por aqui rs
uma linda noite de Natal em familia , que o ano termine e comece feliz pra todos nós.
com abraços

Geyme Lechner disse...

Oi Cacazinho!!

A Gleicineide comecou tao bem com os livros, caiu logo nas maos de dois grandes monstros, ou ao contrário. Diferente dela, qdo li Machado pela primeira vez foi por obrigacao, nao entendi e nao gostei. Somente anos depois, quando o resgatei por livre e expontanea vontade, entendi e adorei, mas é sempre assim, né? Para obrigacao eu digo nao, haha

Maravilhoso como sempre, a Gleicineide poderia virar um personagem aqui!

Beijokas, amigo!

Amanda Cristina disse...

Adoro ler seus textos, Cacá! Super criativos, realmente...
Achei super legal a maneira como colocou a Gleicineide tomando gosto pela leitura... Por um momento até pensei que isso tivesse acontecido de verdade, rs



Beijinhos, Amanda Cristina.
www.primeiro-livro.com

Orvalho do Céu disse...

Olá,

" Das alturas orvalhem os céus,
E as nuvens que chovam justiça,
Que a terra se abra ao amor
E germine o Deus Salvador"...

Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que:
Seja muito abençoado e feliz, amigo!!!
Bjs fraternos de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coração...

"Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

e então saberás que eu me feri e também me curei."

Tagore

Nice Bacchini disse...

RsrS. Ficou muito bom o texto Cacá. Uns dos meus objetivos é terminar os livros que começei a ler e não terminei...Feliz Natal!Abraços

Produção Sem Roteiro disse...

Adorei, muito bom cara ! seu texto é bem interessante e divertido de ler! Ja to seguindo seu blog !

Abraço !

Maria disse...

Meu amigo passei para lhe desejar um excelente 2012.
Beijinhos
Maria

Marli Borges disse...

Oiiiiiiii Cacá,
Muito bom o texto. Estou na torcida: "Tomara que ao devolver peça para levar outros." Touché!!!
Bjssssss

Liliane Blog Sonhar e Ser disse...

oi querido amigo
nossa
quanto tempo eu fiquei ausente daqui.
mas o coração sempre presente, viu.
que bacana se as pessoas gastassem o tempo incentivando os outros a cultivarem bons hábitos.
bacana Cacá....
de verdade.
grande abraço.

Eva disse...

Tenho saudades, Cacá, muitas bênçãos na sua vida, grande poeta! abraços.

Sylvio Mário Bazote disse...

Olá.
Parabéns por seu blog! Postagens bem feitas e interessantes.

Me chamo Sylvio e tenho um blog ( http://historiasylvio.blogspot.com ) onde pretendo compartilhar algumas coisas que considero interessantes sobre Minas Gerais, História, Psicologia, Filosofia, trens e artes.
Dê uma olhada e, se gostar do conteúdo, siga as novas postagens semanais e recomende o blog para os amigos.
Abraço.

Web Statistics