domingo, 21 de junho de 2009

INVERNO - A CIÊNCIA E DEUS

Hoje, às 02:45h, começou oficialmente o inverno no hemisfério sul da terra Ela gira em torno de si mesma em 24 horas e gasta 365 dias para girar em torno do sol. Que descobertas, que clima! A precisão com que a ciência esclarece os fenômenos naturais é impressionante e só não acredita quem não quiser ver. Mesmo assim, pode ser impiedosamente enrugado e, em alguns lugares, até mesmo congelado pelo frio que vai sentir ou já deve estar sentindo a essa altura do dia. A ciência também descobriu que isso acontece pela proximidade maior desse lado do planeta em relação ao sol. E nos seus giros alucinantes, vai trazendo depois numa seqüência até agora imutável, primavera, verão e outono, antes de tudo começar de novo, até a terra se perder de sua órbita ou então o homem desregular ainda mais seus mecanismos que permitem nossa vida aqui nesse mundão de água e terra. E só é assim por causa da órbita elíptica (que nome!) do globo. Nesse dia hoje, o eixo do planeta forma um ângulo de 23,5 graus com o sol e muda de temperatura até daqui a três meses. Se ela fosse redondinha como se acreditou muito tempo, não iríamos ter as estações. Em cada região ia ser tudo uma coisa só. Melhor dizendo, metade ia ser gelo, metade ia ser torrada. Tudo isso a ciência nos faz chegar ao conhecimento, sem embargo.


Tem umas explicações bastante complicadas como equinócio, solstício, mas para nós pobres e leigos mortais, vale mesmo é o bom friozinho, o calor e as chuvas acontecendo entra ano sai ano. Mesmo por que, equinócio parece nome de bicho. Desses bichos assemelhados a burro:

-Olha aqui, se você não entendeu o fenômeno do inverno é porque é um equinócio selvagem.


Solstício me soa como elemento de previsão astrológica:

“O sol transita pelo solstício de aquário, trazendo bons fluidos para o seu dia hoje. E frio também. No amor, tudo vai transcorrer redondinho, sem elipse”.


Mas fico com uma pulga atrás da orelha. Tudo bem com o big bang, a terra já estava ai há bilhões de anos e outros argumentos irrefutáveis. Mas, cá pra nós, será que não tinha algo ou alguém observando ela rodar alucinadamente, sem rumo nem direção e sem gente e resolveu dar uma MÃOZINHA? Um acabamento, como fazem os artistas com os vasos de cerâmica para dar essa forma achatada e nos dar essa vida?

Agasalhem-se.

(Republicação)

5 comentários:

paulo adão disse...

A gente passa por essas estações a uma velocidade de 2 milhões de KM por dia. Isso é o caos que nos deixa curiosos, amedronta e facina. E não está sob nosso controle !!!!.
Outra curiosidade. A páscoa - É o 1º domingo após o plenilúnio sucessivo ao solstício do outono ( no norte é primavera).

SIMEI disse...

Meu querido Cacá:

Você esta sendo bastante teórico na questão, é magnífico imaginar isso tudo, e, seria um absurdo duvidar disso tudo.

Vamos a prática: Nos estados do Norte onde vivo o dia clarea as 06:30 prás 07:00h, enquanto isso no centro sul o sol já esta "estralando mamôna". Existe um projeto a ser sancionado pelo presidente Lula de igualar os horárarios com o horário de Brasília. Pois bem, os valores serão invertidos, pois os alunos não poderão sair de casa com escuro para irem a escola, o comércio que geralmente abrem as portas as 07:00h, neste caso teremos que estar nos nossos comércio ainda praticamente no escuro para haver sintonia com o restante do país. Ou atrasaremos nossas atividades e perderemos o início da sintonia!

Abs.

everaldo disse...

Uai sô !!!
Num consigui abri dereito, mais parece qui o lugarzim aqui é danado de bão né sô ! ?
Vô sempre em São Lourenço, quarqué dia passo aí, mode cumê um franguim com quiabo.

Balaio de Poesias disse...

Uái que mundo fascinante!
Sobre o lirismo e a vida pecoce ... quem vai dizer como seria se os mesmos valorosos não tivessem experimentado a vida louca e breve???
Amei seus artigos diversos. Beijos.

Tunin disse...

Que artigo fabuloso, Cacá!Intelectualidade pura!
Tenho tentado entrar em seu blog, mas não consigo comentar.Hoje tudo deu certo e eu fiquei feliz por poder ler os teus inteligentes artigos.
Abração.

Web Statistics